Delta Airlines anuncia que vai comprar 20% da Latam

A Delta Air Lines está expandindo sua presença na América Latina através de um investimento de US$ 1,9 bilhão para aquisição de uma participação de 20% na LATAM, a maior companhia aérea da América Latina. Trata-se de uma reviravolta na rival American Airlines, que estava buscando firmar uma joint venture com a transportadora sediada no Chile para aumentar a receita na região, assim reportou a Reuters no dia de hoje.

O anúncio da Delta é o exemplo mais recente de como a companhia aérea de Atlanta está se expandindo agressivamente no exterior por meio de joint ventures ou participações minoritárias com outras transportadoras. com isso, a Delta disse que espera abandonar sua participação na transportadora brasileira Gol, que concorre com a LATAM no Brasil. O último relatório financeiro anual da Delta mostrou que ela tinha 9% na Gol.

A LATAM oferece serviços entre as principais cidades da América do Sul e EUA, além de serviços domésticos no Chile, Brasil, Colômbia, Peru, Argentina e Equador.

Avião Airbus A220 Delta
Primeiro Airbus A220-100 da Delta

O que buscava a American?

A American Airlines estava buscando uma joint venture com a LATAM, uma transportadora à qual já está conectada através da aliança OneWorld – a Delta é SkyTeam. Esses acordos de compartilhamento de código permitem que as transportadoras vendam assentos nos voos umas das outras e permitem aos passageiros ganhar e usar milhas nessas companhias aéreas.

A LATAM deixará a aliança OneWorld, mas não ficou claro se imediatamente ela se juntará à SkyTeam, o grupo que inclui a Delta e seus parceiros. Reguladores nos EUA e no Chile, onde a LATAM está sediada, terão que aprovar a participação da Delta.

A American disse que desistiu da joint venture e que a mudança de estratégia da Latam não terá um impacto financeiro significativo para o grupo AA.

Expansão agressiva

Nos últimos anos, a Delta expandiu constantemente sua participação e relacionamento com outras transportadoras internacionais. Aumentou sua participação na Korean Air para 9,2%, anunciou uma joint venture transfronteiriça com a canadense WestJet e aumentou sua propriedade da Aeromexico para 49%.

Além de comprar 20% da LATAM por US $ 1,9 bilhão, a Delta também gastará US$ 350 milhões para expandir sua parceria com a transportadora. Como parte do acordo, a Delta adquirirá quatro aviões Airbus A350 e assumirá o compromisso da LATAM de comprar mais 10 A350 entre 2020 e 2025. A Delta está pagando pelo acordo com dinheiro do caixa e novas dívidas emitidas. Ele espera que o investimento atinja p payback nos próximos dois anos.

Ao anunciar o acordo, o CEO da LATAM, Enrique Cueto Plaza, disse: “essa aliança com a Delta fortalece nossa empresa e aprimora nossa liderança na América Latina, fornecendo a melhor conectividade por meio de nossas redes de rotas altamente complementares”.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.