Início Empresas Aéreas Delta anuncia perda ajustada de US$ 422 milhões em primeiro prejuízo trimestral...

Delta anuncia perda ajustada de US$ 422 milhões em primeiro prejuízo trimestral desde 2014

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

A Delta Air Lines divulgou hoje, 22 de abril, os resultados financeiros do 1º trimestre de 2020 e descreveu sua resposta à pandemia global da COVID-19.

Imagem: Daniel Betts [CC]

Na divulgação dos dados, Ed Bastian, diretor executivo da companhia disse que estes são tempos verdadeiramente sem precedentes, em que as restrições de viagem impostas pelo governo e as ordens de permanência em casa, apesar de bastante eficazes para retardar a propagação do vírus, também impactaram severamente a demanda a curto prazo por viagens aéreas.

Além da queda referente ao 1º trimestre, a Delta prevê redução de 90% na receita esperada para o 2º trimestre, que se encerrará em junho, em comparação com o ano anterior.

Resultados do 1º Trimestre

Os resultados ajustados do 1º trimestre estão apresentados a seguir, e excluem principalmente o impacto das adequações de marcação a mercado (“MTM”). A perda registrada é o primeiro prejuízo trimestral da companhia desde 2014:

  • Perda ajustada, antes dos impostos, de US$ 422 milhões ou US$ 0,51 por ação;
  • Receita total de US$ 8,6 bilhões, 18% menor em relação ao ano anterior, com receita unitária total 13% menor;
  • A despesa total diminuiu US$ 450 milhões devido ao gasto menor com combustível, parcialmente compensada por maiores despesas relacionadas à receita e capacidade, com custo unitário sem combustível (CASM-Ex) 9% maior em comparação ao ano anterior;
  • As despesas com combustível diminuíram 19% em relação ao trimestre de março de 2019. O preço do combustível da Delta no 1º trimestre de março, de US$ 1,81 por galão, incluiu um benefício de US$ 29 milhões da refinaria;
  • No final do 1º trimestre de 2020, a empresa tinha US$ 6 bilhões em liquidez irrestrita.

Nas duas tabelas a seguir estão os dados ajustados e não ajustados, respectivamente:

Respostas à COVID-19

Rede e Experiência do Cliente

Em relação a sua rede de voos e o atendimento ao cliente, para enfrentar os desafios da COVID-19 a empresa está realizando as seguintes ações:

  • Reduções significativas de capacidade no 2º trimestre em relação ao ano anterior, com a capacidade total do sistema diminuída em 85%, incluindo uma redução de 80% no mercado doméstico e de 90% no segmento internacional;
  • Adoção de novos procedimentos de limpeza em todos os voos, incluindo nebulização em todas as aeronaves durante a noite e, antes do embarque de passageiros, higienização de superfícies de alto nível de contato, como mesas retráteis, telas de entretenimento, apoios de braços e bolsos no encosto das poltronas;
  • Adoção de medidas para ajudar funcionários e clientes a praticar o distanciamento social, incluindo bloquear os assentos do meio, interromper upgrades automáticos, modificação do processo de embarque e passagem para a oferta apenas do serviço essencial de refeições a bordo;
  • Prorrogação do status Medallion 2020 por mais um ano, de modo que os clientes acumulem Milhas de Qualificação Medallion até 2021, além de estender os benefícios do cartão Delta SkyMiles American Express e associações ao Delta Sky Club;
  • Oferecimento aos clientes de flexibilidade para planejar, remarcar e viajar, incluindo a extensão do vencimento dos créditos de voo para dois anos.

Resposta à comunidade

Em relação ao apoio no combate à pandemia, a Delta informa que, junto a seus 90.000 funcionários, está participando ativamente da luta contra o vírus por meio de:

  • Oferecimento de voos gratuitos para profissionais da área médica que combatem a COVID-19 nas áreas mais atingidas dos Estados Unidos;
  • Fretamento de voos internacionais transportando somente carga para fornecer aos profissionais de saúde os materiais necessários para realizar seu trabalho;
  • Operação de fretamentos e voos programados especialmente aprovados para países do mundo todo para repatriar mais de 28.000 pessoas que não conseguiam voltar aos Estados Unidos devido à pandemia;
  • Fabricação de dezenas de milhares de protetores faciais e máscaras na Delta Flight Products para ajudar os profissionais de saúde;
  • Parceria com as Forças Armadas dos Estados Unidos para desenvolver e fabricar cápsulas de transporte estéreis e seguras na Delta TechOps, que transportará com segurança pessoas infectadas para hospitais e centros médicos;
  • Doação de mais de 90 toneladas de alimentos para hospitais, socorristas, bancos comunitários de alimentos e organizações como a Feeding America.

Gerenciamento de despesas

A empresa espera que, em relação ao ano anterior, as despesas totais do 2º trimestre caiam aproximadamente 50%, o que corresponde a US$ 5 bilhões, devido à capacidade reduzida, menor consumo de combustível e outras iniciativas de contenção de custos, incluindo:

  • Estacionamento de mais de 650 aeronaves;
  • Consolidação de instalações aeroportuárias, com fechamento temporário das operações em alguns terminais e Delta Sky Clubs;
  • Congelamento de contratações em toda a empresa e oferecimento de opções de licença voluntária. Cerca de 37.000 funcionários tiraram licença não remunerada de curto prazo;
  • Redução de despesas com folha de pagamento por meio de diminuições salariais para a gerência executiva e horários de trabalho reduzidos em toda a organização.

Balanço, Caixa e Liquidez

A Delta informa que sua prioridade financeira máxima continua sendo preservar o caixa e aumentar a liquidez. Por conseguinte, a empresa tomou as seguintes ações:

  • Levantamento de US$ 5,4 bilhões em capital desde o início de março, incluindo um empréstimo garantido de US$ 3 bilhões, o fechamento de US$ 1,2 bilhão em leasebacks (forma de leasing onde uma empresa vende seu ativo e o aluga de volta para utilizá-lo) de venda de aeronaves e a emissão de US$ 1,1 bilhão em parcelas AA, A e B de Certificados de Confiança de Equipamentos Aprimorados para 2020-1 (EETC, na sigla em inglês), além de um financiamento de US$ 150 milhões em hipotecas de aeronaves particulares para aumentar a liquidez e cumprir com as obrigações que vencem;
  • Arrecadação de US$ 3 bilhões em linhas de crédito rotativo existentes;
  • Redução de investimentos planejados em mais de US$ 3 bilhões, incluindo o trabalho com fabricantes de equipamentos originais para otimizar o cronograma de entregas futuras de aeronaves e adiar mods de aeronaves, iniciativas de TI e atualização de equipamentos em solo;
  • Condições de pagamento estendidas com aeroportos, fornecedores e locadores;
  • Retornos dos acionistas suspensos, incluindo o programa de recompra de ações da companhia e pagamentos futuros de dividendos.

Ajuda trazida pela Lei CARES

A empresa espera receber a ajuda da Lei de Auxílio, Alívio e Segurança Econômica do Coronavírus (CARES Act, em inglês) das seguintes formas:

  • Suporte à folha de pagamento no valor de US$ 5,4 bilhões, composto por US$ 3,8 bilhões em ajuda direta e um empréstimo de US$ 1,6 bilhão, sem garantia e para ser pago em 10 anos, a juros baixos. A Delta já recebeu US$ 2,7 bilhões desses fundos e espera receber o restante nos próximos três meses. Como consideração, o Tesouro dos Estados Unidos receberá bônus de subscrição para comprar mais de 6,5 milhões de ações ordinárias da Delta a um preço de exercício de US$ 24,39 com vencimento em 5 anos;
  • Elegibilidade para US$ 4,6 bilhões em empréstimos garantidos, se a empresa optar por aplicar e aceitar fundos.

“Com o impacto significativo da COVID-19 nas receitas da Delta, estávamos gastando US$ 100 milhões por dia no final de março. Com nossas ações decisivas, esperamos que a queima de caixa seja reduzida para aproximadamente US$ 50 milhões por dia até o final do 2º trimestre”, disse Paul Jacobson, diretor financeiro da Delta. “A década de trabalho que colocamos no balanço patrimonial para reduzir a dívida e construir ativos não onerados foi essencial para o nosso sucesso na obtenção de capital e esperamos encerrar o trimestre de junho com aproximadamente US$ 10 bilhões em liquidez”.

Informações pela Delta Air Lines

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Sair da versão mobile