Delta converte hangar em imenso call center sob as asas de um Boeing 767

A empresa aérea Delta Air Lines, com sede em Atlanta, agiu de maneira espirituosa quando pensou em ampliar a capacidade de atendimento a seus clientes nesse momento em que o mundo atravessa uma crise sem precedentes causada pelo Coronavírus. Mas a reunião de tantas pessoas em um mesmo ambiente recebeu críticas.

Para tanto, e empresa decidiu transformar uma parte do Delta Museum em um gigantesco centro de atendimento ao cliente, sob as asas de um Boeing 767 icônico: o batizado “Spirit Of Delta“.

Esse emblemático Boeing 767 foi o primeiro da companhia e é famoso por ser conhecido como “o Boeing dos funcionários”, já que foram eles que compraram o jato para a empresa, num momento em que ela passava por grandes dificuldades. Nós contamos essa história aqui.

E o momento pelo qual passamos agora requer que esse tipo de espírito de colaboração seja lembrado. Sob as asas do Spirit Of Delta, foram colocadas centenas de mesas, cada uma com dois monitores e um computador, aproveitando ao máximo o espaço disponível.

Desta maneira, a empresa pretende agilizar e diminuir o tempo de espera de clientes que querem remarcar as passagens devido ao surto do Coronavírus. No outro lado da mesma moeda, houve críticas de grupos esperando que a empresa buscasse uma alternativa que não precisasse reunir tantas pessoas no mesmo ambiente.

Demanda sem precedentes

A Delta, assim como as demais companhias aéreas, está pedindo aos clientes que deixem de entrar em contato com seus call centers, que estão entupidos devido à quantidade de chamadas sem precedentes, resultado da incerteza causada pela pandemia de Coronavírus em andamento.

Além da Delta, as empresas brasileiras como Azul, Gol e Latam Brasil publicaram solicitações para que os clientes não entrem em contato com eles, a menos que estejam programados para voar nas próximas 72 horas. Canais alternativos nos sites das empresas também estão disponíveis.

Num comunicado, a Delta disse: “Cuidar de nossos clientes está no centro de tudo o que fazemos e continua sendo nossa prioridade, à medida que navegamos por esses tempos de mudança. À medida que a situação do Coronavírus continua a evoluir, nossas equipes se concentram em atender primeiro às necessidades dos clientes que viajam nas próximas 72 horas, bem como aqueles que foram impactados pelas restrições de viagem emitidas pelo governo dos EUA entre os EUA e a Europa. Devido ao alto volume de chamadas, os clientes estão enfrentando problemas e reconhecemos que isso é frustrante”.

A empresa americana criou um site em várias línguas, que concentra informações para esse tempo de crise, o qual está disponível na URL https://pt.delta.com/us/pt/coronavirus-update-center/overview.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

No mesmo dia, 2 aviões da Azul retornam ao mesmo aeroporto...

0
Dois incidentes ocorreram no mesmo dia, com aeronaves da Azul, ambas partindo do Aeroporto Internacional de Viracopos.