Depois de muita luta, Emirates recebe o sinal verde para operar no México

Após semanas de incerteza e disputas com a Aeromexico, a Emirates confirmou esta semana que obteve permissão para operar sua rota de Dubai para a Cidade do México, com uma escala em Barcelona, aproveitando-se do direito à Quinta Liberdade

A Quinta Liberdade é um acordo que permite empresas estrangeiras que dá o direito a uma empresa de transportar passageiros e carga entre os territórios de outros dois Estados, que não o seu. No caso, para viabilizar a rota, a Emirates será autorizada a vender passagens entre Barcelona e Cidade do México, embora o destino final e a nacionalidade da empresa são os Emirados Árabes.

Houve inúmeras tentativas de bloqueio da rota por parte de da Aeromexico, que reclama que a Emirates teria subsídios estatais que afetariam a concorrência, e até o sindicato dos pilotos espanhóis entrou na briga. Mas regras são regras e os voos começarão no dia 9 de dezembro.

Acesso garantido

Apesar de ter sido bloqueado anteriormente na rota, agora parece que os voos da Emirates para a Cidade do México irão adiante. Conforme relatado na Arabian Business nesta semana, o Ministério das Comunicações e Transportes do México confirmou que a companhia aérea agora tem a permissão necessária para começar a operar rotas. Salem Obaidalla, vice-presidente sênior de operações comerciais da Emirates, disse à publicação:

“Temos o prazer de confirmar que a Emirates agora obteve a permissão para o voo Dubai-Cidade do México via Barcelona. Gostaríamos de expressar nossos agradecimentos às autoridades do México que nos concederam a permissão necessária”.

A6-EWB

O anúncio segue uma espécie de disputa entre a companhia aérea do Oriente Médio e os tribunais mexicanos, depois que a companhia aérea Aeromexico levantou um desafio à quinta perna da liberdade do voo. A questão aqui não era que a Emirates queria voar para a Cidade do México, mas que queria fazê-lo por Barcelona, ​​que é uma rota lucrativa para a companhia mexicana.

No entanto, a Emirates não estava iniciando esse voo pelo simples desejo de arrebatar negócios da companhia aérea local, embora a concorrência faça parte do jogo. A razão pela qual eles precisavam da parada de Barcelona estava relacionada à altitude do aeroporto da Cidade do México, o que tornaria impossível um voo direto para o leste.

Detalhes dos voos da Emirates

A partir da 9 dezembro 2019, os voos para Cidade do México serão operados diariamente com o Boeing 777-200LR, conforme a seguinte programação:

  • EK255 – Dubai 3:30 – Barcelona 08:00
  • EK225 – Barcelona 09:55 – Cidade do México às 16:15
  • EK256 – Cidade do México 19:40 – Barcelona às 13:25 (dia seguinte)
  • EK256 – Barcelona às 15:10 – Dubai às 00:45 (dia seguinte)
Boeing 777-200LR A6-EWI Emirates 1st flight to Santiago

Embora essa viagem de volta pareça um caos de jetlag, é uma ótima conexão para viajantes em todo o mundo. O desembarque em Dubai abre conexões em toda a rede da Emirates, tornando a América do Sul muito mais acessível. 

Como não poderia deixar de comentar, a Aeromexico terá uma concorrente de peso na ligação com Barcelona.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.