Início Indústria Aeronáutica Deutsche Aircraft quer testar o Dornier 328 movido a hidrogênio até 2025

Deutsche Aircraft quer testar o Dornier 328 movido a hidrogênio até 2025

A H2FLY, uma startup que desenvolve sistemas de células de combustível de hidrogênio, e a Deutsche Aircraft, uma nova fabricante de aeronaves alemã, anunciaram ontem (6) que assinaram um Memorando de Entendimento (“MoU”) para trabalharem juntas na pesquisa e desenvolvimento de tecnologia de célula a combustível de hidrogênio para aeronaves comerciais regionais.

A parceria fará com que as duas empresas convertam o Dornier 328 para voos de hidrogênio, com a aeronave demonstradora prevista para voar em 2025. O programa deve validar o potencial do hidrogênio para fornecer viagens aéreas regionais neutras para o clima com até 40 assentos.

Tendo crescido a partir de uma parceria entre o Centro Aeroespacial Alemão e a Universidade de Ulm, a H2FLY demonstrou uma tecnologia inovadora de célula de combustível de hidrogênio na aviação. O HY4 provou-se viável após múltiplas campanhas de voo e mais de 70 decolagens. Com seu alcance de até 750 km, mercados regionais podem ser beneficiados por essa tecnologia.

O anúncio marca o próximo passo na jornada para tornar o voo regional neutro para o clima uma realidade, com as equipes planejando equipar a aeronave de demonstração com um sistema de hidrogênio de 1,5 MW, tornando-a a aeronave movida a hidrogênio mais potente anunciada até hoje.

O projeto verá as empresas trabalharem juntas na integração do sistema de potência na aeronave, bem como na definição dos requisitos técnicos e de certificação específicos para sistemas de células de combustível na classe de aeronaves de grande porte da EASA (“CS25”).