Quais são os dez maiores operadores do Boeing 747 no mundo hoje?

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A pandemia mudou a forma como as empresas aéreas se relacionam com suas frotas. Nos últimos tempos, bimotores maiores e com motores mais confiáveis já vinham se apresentando com uma proposta mais econômica para as empresas aéreas mundo afora. No entanto, o momento pós-pandemia, com a demanda lá embaixo, tem acelerado a retirada de muitos quadrimotores. Nessa conta entra os icônicos Boeings 747, que estão quase que exclusivamente sendo empregados no transporte de carga aérea.

Segundo dados do Planespotter, são pouco mais de 400 jumbos ativos no mundo hoje. O ranking dos maiores operadores do Boeing 747 está abaixo. Note a quantidade esmagadora de empresas de carga.

1. ATLAS AIR: 38 Jumbos

Com uma das maiores frotas da indústria, os cargueiros da Atlas Air são usados como plataforma aérea para o transporte de remessas intercontinentais. Sua frota tem atualmente 34 Boeings 747-400F e 4 Boeing 747-8F, como o que estampa a abertura dessa matéria.

2. CARGOLUX: 30 Jumbos

RIOgaleão Divulgação

Em segundo lugar, outra cargueira, dessa vez a europeia Cargolux. A partir de seu hub na Cidade de Luxemburgo, a Cargolux se consolidou como uma empresa de transporte pesado, com uma frota totalmente composta por Boeings 747. No total, são 16 747-400F e mais 14 747-8F.

3. UPS: 29 Jumbos

Imagem UPS 747-8F

Na terceira colocação, uma das maiores empresas especializadas em entregas expressas no mundo, a UPS. Assim como as duas primeiras colocadas, os jumbos da UPS são totalmente dedicados à carga e estão na frota da empresa há muitos anos. Atualmente, são 13 747-400F e 16 747-8F. Mas essa conta ainda deve subir e a UPS deve pular mais uma posição até o final do ano.

4. LUFTHANSA: 26 Jumbos

Enfim, uma empresa de passageiros aparece na lista, mas que deve cair posições com o tempo. Isso porque a Lufthansa espera aposentar seus jumbos mais antigos nos próximos anos. Sua frota hoje é composta por 19 Boeing 747-8I e outros 7 747-400.

5. KALITTA AIR: 24 Jumbos

Avião Boeing 747-400F Kalitta Air

Outra cargueira na lista, a Kalitta Air retomou recentemente ligações com o Brasil, voando duas vezes por semana para Campinas como fruto de um contrato com a Platinum Global. Sua frota de jumbos é atualmente formada por 24 Boeings 747-400F.

6. KOREAN AIR: 23 Jumbos

A Korean Air entra nessa lista com uma frota híbrida de cargueiros e aviões de passageiros, embora os últimos estejam perdendo espaço, já que os Boeing 747-400 deverão se despedir totalmente da frota em breve. Atualmente, são 6 Boeing 747-400 (dois de passageiros) e outros 17 Boeing 747-8, dos quais 10 são de passageiros.

7. CHINA AIRLINES: 22 Jumbos

Apesar de também possuir uma frota híbrida de passageiros e carga, a taiwanesa China Airlines espera aposentar a versão com assentos o quanto antes e há quem diga que eles não sobreviverão à pandemia. De qualquer forma, ainda constam quatro deles ativos na frota que, junto com os cargueiros, totalizam 22 Boeing 747-400.

8. CATHAY PACIFIC: 20 Jumbos

Se, no passado, os Boeings 747 da companhia de Hong Kong transportavam passageiros ao redor de todo o mundo e eram famosos por isso, hoje isso já não acontece mais. Todos os Jumbos da frota atual são cargueiros, sendo eles 6 Boeing 747-400F e mais 14 Boeing 747-8F.

9. AIR BRIDGE CARGO: 17 Jumbos

ABC Divulgação

A russa AirBridgeCargo ou simplesmente ABC, é outra operadora pesada dos Jumbos cargueiros. Sendo parte do grupo especializado em transporte de cargas Volga-Dnepr, a ABC tem em sua frota um total de 4 Boeings 747-400F e mais 13 Boeings 747-8F.

10. POLAR CARGO: 12 Jumbos

Mais uma empresa puramente cargueira americana, que usa seus grandes quadrimotores para buscar cargas pesadas em vários lugares do mundo, sobretudo na China. A Polar possui hoje 6 Boeings 747-400F e outros 6 747-8F.

Nota: na base de dados do Planespotter ainda consta um Boeing 747 de passageiros na frota da Asiana, mas essa aeronave acredita-se ter sido armazenada. Caso negativo, a empresa sul-coreana também tem 12 Jumbos.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias