Do 737 ao 787, quanto custam os aviões da Boeing?

EXCLUSIVO – Pesquisamos o preço de tabela de todos os aviões da Boeing ainda sendo produzidos, do Boeing 737 MAX ao maior bimotor do mundo, o Boeing 777X.

É importante observar, que esse levantamento tem se tornado mais complexo nos últimos tempos, uma vez que a Boeing parou de publicar a tabela de preços dos seus aviões desde o meio do ano passado. No entanto, com base na tabela mais recente e em vários contratos firmados ao redor do mundo, fizemos um cálculo do quanto custam os aviões de todas as atuais famílias de produtos da fabricante americana.

Também é importante salientar que os preços podem sofrer variação de contrato para contrato, baseado nas características das aeronaves como interior, aviônicos, capacidade de combustível, motor, etc.

Família 737

Boeing 737 MAX 8 da GOL, que será recebido em 2018 pela companhia.

Embora os infortúnios recentes, continua sendo a família de maior sucesso da história da fabricante americana, em produção desde 1967. Atualmente, apenas os exemplares da família MAX são produzidos para a aviação comercial e os preços são os seguintes:

Família 747

Avião Boeing 747-8 Lufthansa
Boeing 747-8

Com uma história de 50 anos, o 747 é o primeiro avião de corpo largo produzido e foi o primeiro apelidado de “Jumbo Jet”. Atualmente, a Boeing ainda fabrica a variante 747-8, mas isso não deve durar muito tempo, já que, após entregar as unidades da UPS, não haverá mais encomendas para o quadrijato.

Família 767

O 767 é o primeiro bimotor de corpo largo (“widebody”) a atingir 1.000 aeronaves entregues. Um total de 700 aeronaves ainda estão em serviço no mundo e a sua variante mais popular é o 767-300ER, em fabricação até hoje. Era para sua linha de produção ter sido encerrada, mas uma grande encomenda do Governo dos Estados Unidos e outras das cargueiras UPS e FedEx deram uma larga sobrevida ao modelo.

Família 777

O 777 é o “widebody” que recebeu mais pedidos do que qualquer outro de sua categoria, sobretudo movida pelo boom das empresas do Oriente Médio nos anos 2000. Sua variante mais bem-sucedida é o 777-300ER. Em março de 2018, o 777 tornou-se o jato de corpo largo mais produzido da Boeing, superando o 747.

Família 787

É o primeiro avião de passageiros com uma estrutura de materiais compósitos e mais leves, além de outras melhorias de design e aviônica. Isso lhe garante um consumo 20% menor quando comparado a aeronaves de mesmo porte, mas de gerações anteriores, como o 767. Atualmente, os Dreamliners custam o seguinte:

Nós também fizemos uma análise do custo do leasing de aeronaves comerciais, que pode ser consultado na história abaixo:

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Iniciativa norueguesa propõe limitar a quantidade de voos por pessoa

0
A limitação de voos por pessoa pode parecer algo absurdo para algumas pessoas, mas é exatamente o que o Partido Verde da Noruega propõe.