Dois Boeing 747-8F estão jogados de lado há mais de um ano, apesar da demanda

Foto de Alec Wilson, licença Creative Commons, via Flickr

Dois Boeings 747-8F com mínimo uso estão armazenados há mais de um ano, sem voar e sem uma perspectiva clara de retorno à ativa. Na verdade, eles foram colocados à venda há algum tempo, mas não houve ainda uma oferta vencedora que lhes garantisse um novo futuro.

A notícia soa estranha num momento em que o mundo testemunha uma queda brutal na demanda por viagens e as companhias mantêm aeronaves de passageiros no solo. Em consequência, uma grande parte da capacidade de transporte de carga, que antes era alocada nas barrigas dos aviões de passageiros, deixou de existir e os cargueiros assumiram um papel de protagonismo, na medida em que o preço do frete disparou.

Nesse contexto, muitas empresas aéreas especializadas em carga reativaram antigas aeronaves, postergaram aposentadorias e aumentaram a frota. No entanto, a companhia aérea nacional da Arábia Saudita, Saudia, parece não estar muito interessada em alavancar-se nesse mercado. Ao menos, é a percepção que passa ao deixar os dois jumbos “novinhos” no chão.

De matrículas HZ-AI3 (msn 37562) e HZ-AI4 (msn 37563), as duas aeronaves eram parte de uma encomenda original da Atlas Air, que nunca as recebeu. Ao invés disso, elas foram repassadas à Saudia em 2013, novas de fábrica.

Desde que chegaram à Arábia, os jatos voaram em rotas de carga na Ásia e Europa, principalmente. Em três oportunidades, foram armazenadas por cerca de um ano, fazendo com que, em oito anos de vida, os aviões tenham voado cerca de cinco apenas – muito aquém de sua capacidade. A última parada aconteceu em maio de 2020 e, desde então, os jatos estão à venda.

O motivo pelo qual a Saudia não se aproveitou totalmente dos seus jumbos não foi revelado. Atualmente, eles estão parados em Jeddah, numa área próxima à cabeceira 14C, como mostra a imagem abaixo, capturada do Google Maps.

Imagem do Google Maps

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Conheça Aline, a brasileira que pilota o maior avião de passageiros...

0
A brasileira Aline pilota o maior avião de transporte de passageiros do mundo pelos mais variados destinos do planeta.