Início Acidentes e Incidentes Dois Boeings da LATAM batem no pátio no Aeroporto de Guarulhos

Dois Boeings da LATAM batem no pátio no Aeroporto de Guarulhos

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Na manhã deste domingo (24), dois Boeings da LATAM se envolveram em um incidente, batendo a asa de um no profundor do outro.

LATAM

Em fotos que circulam nas redes sociais, de autores desconhecidos, é possível ver que o Boeing 777-300ER de matrícula PT-MUB colidiu sua asa com o profundor do 767-300ER de matrícula PT-MSS.

Dano no Boeing 767

O incidente ocorreu no estacionamento remoto do Aeroporto Internacional de Guarulhos, onde diversas aeronaves estão estocadas devido à crise do Coronavírus.

Nas imagens é possível ver que houve danos importantes feitos na estrutura da asa e do profundor. Até onde se sabe, o PT-MUB estava sendo rebocado para efetuar testes de motor, a fim de manter a aeronave aeronavegável, como as companhias aéreas têm feito durante a crise.

Danos no Boeing 777

A LATAM se pronunciou sobre o assunto e disse que “durante o procedimento de reboque no pátio do aeroporto de Guarulhos na manhã deste domingo (24), houve a colisão em solo de duas aeronaves da companhia de modelos B777 (PT-MUB) e B767 (PT-MSS). A companhia ressalta que nenhum funcionário se feriu e as causas do incidente estão sendo investigadas”.

O AEROIN teve acesso a uma testemunha ocular da ocorrência que afirmou que o mecânico estava a bordo do 777, que é o procedimento padrão. Este funcionário confirmou ao funcionário da empresa terceirizada de handling que podia desacoplar a aeronave, pois tinha acionados os freios de dentro da cabine.

Sendo assim a barra que conecta o avião ao trator que puxa a aeronave foi desconectada, para ser conectada novamente para empurrar a aeronave para a nova posição de parada, este procedimento é chamado de “inversão de barra”.

Porém mesmo com a indicação positiva que o jato estava com os freios acionados, ele começou a andar após a barra ser desconectada, parando tão somente quando atingiu o 767. Ainda não se sabe o motivo dessa falha.

Um ano e dois dias atrás, em 22 de maio de 2019, um caso similar aconteceu envolvendo o Airbus A350 de matrícula PR-XTA e o Boeing 777 de matrícula PT-MUG, no pátio do hangar de manutenção da companhia, apenas alguns metros distante do caso de hoje:

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A