O dia em que dois homens ficaram a metros de um Airbus A380 em voo

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A semana atual tem sido marcada por mídias do mundo todo noticiando o caso do homem que foi visto voando com uma mochila a jato próximo de um avião que se aproximava para pouso no aeroporto de Los Angeles, nos Estados Unidos.

Na ocasião, o piloto avisou ao controle de tráfego aéreo que acabara de avistar um homem com uma “jetpack” a menos de 300 metros de sua aeronave, a cerca de 3000 pés (914 metros de altura) de altura.

Mas a situação de voar por conta própria perto de um avião em pleno voo não é inédita – exceto em relação ao detalhe de ter acontecido de forma perigosa e não autorizada dessa vez.

Entretanto, na experiência anterior, relativamente conhecida mundo afora, dois homens estiveram a poucos metros de um enorme Airbus A380, o grande avião de dois andares que encanta entusiastas e passageiros por onde passa.

Tudo começou com Yves Rossy, um piloto suíço com treinamento militar e entusiasta da aviação. Ele é conhecido como o inventor de uma série de jetpacks individuais experimentais, o último usando asas de fibra de carbono para voar.

Frequentemente referido como “Jetman”, Rossy testou e apresentou novas versões de suas mochilas a jato em eventos de alto nível realizados em todo o mundo. Em dezembro de 2006, em Bex, Suíça, Rossy se tornou o primeiro a voar com sucesso horizontalmente por seis minutos usando quatro motores a jato e asas amarradas em suas costas. Ele foi citado como tendo dito: “A ideia é se divertir, não se matar”.

Após anos desenvolvendo e aperfeiçoando a ideia, e realizando grandes feitos como um voo sobre os Alpes suiços, em 13 de outubro de 2015, Rossy e mais um acompanhante, Vince Reffet, usando jetpacks, saltaram de um helicóptero voando a 5.500 pés (1.676 metros) e voaram em uma demonstração coreografada com um Airbus A380 da Emirates, cruzando a uma altitude de 4.000 pés (1.219 metros) sobre Dubai.

Os vídeos, feitos tanto com câmeras em outras aeronaves quando nos capacetes dos próprios “homens-jato”, mostram a dupla subindo e mergulhando ao redor do grande avião, voando em formação com ele por cerca de dez minutos.

Veja no vídeo a seguir as incríveis imagens, e, logo abaixo, outros vídeos mostrando mais curiosidades sobre essa experiência exclusiva de voo a jato (que parece ter deixado de ser exclusiva com o maluco dessa semana).

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias