Início Mercado Douglas DC-10 boliviano vira motivo de dor de cabeça para o pessoal...

Douglas DC-10 boliviano vira motivo de dor de cabeça para o pessoal do comércio exterior

Foto: TAB

A mídia boliviana está acompanhando de perto as reclamações do setor do comércio exterior de seu país, especialmente os importadores e exportadores que contrataram espaço de porão em voos da empresa aérea estatal Transportes Aéreos Bolivianos (TAB).

Depois que seu único avião, um clássico Douglas DC-10-30F de 33 anos, ter problemas em Miami, mais de 700 toneladas de carga ficaram paradas, gerando custos e gargalos em processos. A aeronave foi estacionada para uma manutenção não programada em 13 de setembro e apenas no dia 9 de outubro, quase um mês depois, voltou a voar, mas o estrago já estava feito.

Segundo o El Diario, a situação foi questionada pela Câmara Nacional de Comércio (CNC), onde a instituição argumentou que o problema “só encarece as operações comerciais bolivianas, por mostrar baixa eficiência na prestação de serviços. As empresas bolivianas que têm que transportar mercadorias dos Estados Unidos, Europa, Ásia ou outro lugar, devem trabalhar com a TAB para cumprir esta tarefa, com a desvantagem de esta empresa paradoxalmente ter apenas uma aeronave para prestar este serviço e frequentemente ela estar em manutenção”.

A empresa aérea, por sua vez, se pronunciou dizendo que, “devido a problemas técnicos ocorridos semanas atrás nas aeronaves MD-10-30F com matrícula CP2791, estava impossível cumprir o serviço de transporte aéreo de cargas na rota MIA-VVI. Fizemos todos os esforços humanos, materiais e logísticos possíveis para dar continuidade ao serviço, recorrendo mesmo à colaboração de operadores estrangeiros, porém, sem sucesso”.

O DC-10 é um jato antigo que já teve seus dias de glória, mas hoje é um modelo muito raro de ser visto mundo afora. Com a idade, problemas vão surgindo, ao passo que encontrar peças de reposição torna-se uma tarefa cada vez mais difícil. Atualmente, apenas a TAB opera esse modelo de aeronave na América do Sul.

Sair da versão mobile