Drones suspeitos fazem voos da Emirates serem desviados em Dubai

Dubai Aeroporto Drone

O Aeroporto Internacional do Dubai teve um fechamento de 15 minutos neste domingo (22) devido a “atividade suspeita de drones”, informou a autoridade local. Por conta disso, as chegadas de voos foram interrompidas brevemente no Dubai International das 12h36 às 12h51 hora local, informou o Khaleej Times.

Dois voos desviados por conta do drone

Como resultado, o voo EK433 de Brisbane e Cingapura para o Aeroporto Internacional do Dubai foi desviado para o Dubai World Central e o voo EK511 de Delhi para Dubai foi desviado para o Aeroporto Internacional de Sharjah.

O Dubai World Central, também conhecido como Aeroporto Internacional Al Maktoum, está localizado em Jebel Ali, um amplo centro logístico a 37 quilômetros a sudoeste de Dubai. O Aeroporto Internacional de Sharjah fica a aproximadamente 24 quilômetros ao norte do Aeroporto Internacional do Dubai, no emirado de Sharjah.

Os voos desviados retornaram ao Aeroporto Internacional de Dubai quando o espaço aéreo reabriu. A Emirates lamentou o inconveniente, mas salientou que a segurança dos passageiros e tripulantes é de extrema importância e não seria comprometida.

O Aeroporto Internacional do Dubai é o aeroporto mais movimentado do mundo para viajantes internacionais, movimentando 89,1 milhões de passageiros em 2018.

A operação de drones sem permissão ou em uma zona restrita pode enfrentar até três anos de prisão ou uma multa de Dh100.000 (~R$113.000) nos termos da lei da aviação civil nos Emirados Árabes Unidos.

Preocupações extras para os Emirados

Os ataques da semana passada a duas instalações petrolíferas na Arábia Saudita foram reivindicados pelos rebeldes houthis, apesar do governo local e os Estados Unidos apontarem para o Irã, que nega. Os houthis estão em guerra com os sauditas desde 2015 e na quarta-feira ameaçaram atacar alvos em Abu Dhabi e Dubai. Os Emirados Árabes Unidos lutam ao lado da coalizão liderada pela Arábia Saudita no Iêmen.

Um porta-voz militar de Houthi disse na quarta-feira: “temos dezenas de alvos nos Emirados Árabes Unidos que selecionamos … em Abu Dhabi e Dubai, e eles podem ser atingidos a qualquer momento.” Ele acrescentou: “Os Emirados Árabes Unidos devem interromper sua participação. na agressão (no Iêmen) se quiser proteger seus arranha-céus de vidro ”.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.