É #FALSO que o voo da vacina atrasou por causa da adesivagem do avião

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Uma informação errada tem circulado em redes sociais e na imprensa, afirmando que o voo da Azul Linhas Aéreas para a Índia atrasou por que o governo quis colocar um adesivo promocional na aeronave. Esse post não tem fins políticos, mas técnicos, falando do processo colocação do adesivo.

Por ViracoposFullHD

A notícia foi divulgada inicialmente pela Globo, através do portal G1 Campinas, que deu enfoque a uma adesivagem do avião como o motivo do atraso do voo para coleta das vacinas. O adesivo, que você viu em outra matéria em nosso site, foi colocado a pedido do Governo Federal na parte de trás da fuselagem do A330-900 e diz “Vacinação – Brasil Imunizado – Somos uma só nação”.

A notícia do G1 não trazia o motivo da mudança do dia da viagem, mas focou no adesivo, o que veio como um prato cheio para que alguns perfis políticos potencializassem o tema e gerassem uma grande polêmica, como foi o caso do MBL.

Dá tempo, tranquilo

Uma adesivagem simples como essa não leva mais do que uma ou duas horas. E, principalmente, ela foi feita na parte da manhã em Campinas, sendo que o voo à Índia, desde o começo, estava previsto para partir apenas às 23 horas, decolando de Recife. Ou seja, haveria tempo de sobra para a aeronave se movimentar até a capital pernambucana e depois seguir à Índia.

O G1 diz que o voo deveria sair às 13h de Campinas, mas “atrasou” e sairia às 15h30 por causa do adesivo. Ora, independente de decolar às 13h ou 15h30, ele chegaria a Recife com tempo de sobra para assumir um voo às 23h para a Índia, então, a verdade é que não houve atraso na missão.

Avião chegou em Recife ontem

E, de fato, foi isso o que ocorreu. O jato Airbus A330-900neo (PR-ANX) ficou pronto perto do meio dia, depois foi rebocado do hangar até o terminal de Viracopos, preparado para o voo e decolou ainda de tarde para Recife, conforme mostra a imagem do FlightRadar24 abaixo. O pouso em Recife ocorreu às 19h35 locais.

Ou seja, o avião chegou 3 horas e meia antes de assumir um voo às 23 h, tempo mais do que suficiente para a tripulação jantar no centro do recife, voltar, fazer todos os briefings e decolar para a Índia.

Mas o voo à Índia foi adiado

Embora o avião estivesse pronto para partir no dia 14 de janeiro, já circulava na imprensa a informação de que a missão à Índia fora postergada para o dia seguinte, por outros motivos distantes da tal adesivagem.

Mais tarde, na noite de ontem, a CNN Brasil disse que o pedido para adiamento partiu da Índia, que tinha afirmado que era muito cedo para exportar as vacinas e que faria a entrega apenas após o começo da vacinação no seu país.

Em resumo

O assunto está politizado. Sem entrar no mérito da colocação de uma peça promocional num avião que buscaria vacinas para o povo (pagas através dos impostos, diga-se), concluímos que a adesivagem em nada contribuiu para algum atraso no voo.

Dessa forma, o assunto transcende o adesivo e chega numa zona polarizada, onde qualquer coisa vira motivo para criticar o outro lado. A imprensa pode descobrir o real motivo do atraso do voo e criticar por isso, mas não inventar um motivo.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Esquadrilha faz escrita especial no céu em comemoração ao aniversário de...

0
A oportunidade veio com um convite da Itaipu Binacional, que completa 47 anos na próxima segunda-feira (17) e pediu à Esquadrilha da Fumaça