EAG lança a primeira aeronave híbrida-elétrica com mais de 70 lugares

EAG Hybrid Electric Regional Aircraft HERA (PRNewsfoto/Electric Aviation Group (EAG))

Está sendo apresentado nesta segunda-feira, 20 de julho, um projeto pioneiro para uma aeronave regional híbrida elétrica que fornecerá um ponto de entrada técnico e comercial para o transporte aéreo de massa sustentável. O projeto disruptivo foi desenvolvido e apresentado pelo Electric Aviation Group (EAG), empresa de engenharia e desenvolvimento sediada no Reino Unido, que espera que sua primeira aeronave esteja em serviço até 2028.

A EAG otimizou os mais recentes parâmetros tecnológicos, econômicos e operacionais para criar o projeto da aeronave regional elétrica híbrida (Hybrid Electric Regional Aicraft – HERA), para garantir que ela possa resolver os desafios da descarbonização no transporte de massa.

Informações importantes sobre o HERA

Alguns aspectos foram destacados pelo EAG no lançamento do projeto:

  • A operação silenciosa reduz a poluição sonora;
  • Regeneração inovadora da bateria para minimizar o tempo de resposta;
  • Integração eficiente da bateria;
  • Gerenciamento térmico de motores e eletrônica;
  • O mecanismo de decolagem assistida por engrenagem (GATOR) fornece aceleração rápida para uma decolagem rápida, reduzindo os requisitos de energia;
  • O desempenho decolagem e pouso curtos (STOL) permite novas oportunidades de rota, proporcionando maior lucratividade aos operadores;
  • O design de cabine flexível permite a operação de passageiros durante o dia e a operação de carga à noite;
  • A aptidão para operar em aeroportos regionais traz comodidade aos viajantes;
  • Projeto pensado no futuro para acomodar fontes alternativas de energia, se disponíveis antes de 2030;
  • Flexibilidade para se transformar em totalmente elétrico ou neutro em carbono, à medida que a densidade da bateria melhora ou combustíveis alternativos e novas tecnologias associadas amadurecem e se tornam acessíveis.

Qual o status do projeto

O projeto, que está sendo apresentado para coincidir com a abertura do FIA Connect, o virtual Farnborough Airshow hoje, recebeu apoio inequívoco do consórcio JetZero da EAG, que inclui algumas das principais organizações de engenharia e manufatura do Reino Unido e consultores acadêmicos seniores.

“Investimentos significativos foram levantados para desenvolver aeronaves híbridas e totalmente elétricas, que acreditamos ser a estratégia errada. Esses pequenos aviões não podem atender às demandas do transporte aéreo de massa ou aos requisitos de descarbonização”, comentou Kamran Iqbal , fundador e CEO na EAG. “Nosso projeto é para uma aeronave que inicialmente oferecerá alcance de 800 milhas náuticas no lançamento em 2028 e poderá transportar mais de 70 pessoas. Seremos os primeiros a impulsionar o mercado de US$ 4,4 trilhões “.

A EAG se baseará na herança e forte indústria da aviação em Bristol quando iniciar a produção da nova aeronave para a qual já desenvolveu e registrou um total de 25 patentes cobrindo uma ampla gama de tecnologias. A organização espera criar inicialmente mais de 25.000 empregos e trazer investimentos de US$ 5 bilhões à indústria aeroespacial do Reino Unido.

“Esperamos que este seja um ótimo exemplo de projeto, engenharia e construção britânicos”, disse Kamran Iqbal . “O desenvolvimento do HERA não apenas ajudará o Departamento de Transportes a acelerar seus objetivos de redução de carbono, o projeto ‘Jet Zero’, mas também ajudará a criar oportunidades de emprego muito necessárias nas indústrias aeroespacial, de manufatura, engenharia e serviços pós-Brexit. Isso representa o futuro dos voos de passageiros e de carga internacionalmente”, finalizou.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Aberto ao público, começa hoje o 1º encontro nacional da indústria...

0
Em formato híbrido, com atividades virtuais e presenciais, o 1º evento do setor aeroportuário oferece uma programação inovadora.