Eastern Airlines terá voos dos EUA ao Brasil por menos de R$ 2 mil ida e volta

A companhia aérea americana Eastern Airlines pode estar de volta ao Brasil com uma rota inédita e passagens promocionais de ida e volta. A informação consta do site da própria empresa aérea, que já está até ofertando voos.

Boeing 767 da Eastern – Divulgação

Essa será a primeira vez que a companhia americana fará voos regulares ao Brasil e é parte de seu plano de expansão na América Latina, que inclui recentes anúncios de voos para a Argentina, Equador, Uruguai e Paraguai.

Ainda não consta na ANAC

A notícia veio como uma surpresa porque apesar de as passagens estarem disponíveis para compra, a empresa não fez um anúncio oficial e nem solicitou os voos junto à Agência Nacional de Aviação Civil (ANAC). De qualquer maneira, a empresa parece ter definido em quais rotas deseja operar: serão voos de Nova Iorque (JFK) e Miami para Belo Horizonte, com pouso no Aeroporto Internacional Tancredo Neves em Confins.

Apesar de não confirmado pela empresa qual modelo fará a rota, muito provavelmente será o Boeing 767-300ER. A empresa também conta com o 777-200ER que é capaz de fazer a rota, mas todas as aeronave deste modelo estão estocadas.

Passagens à venda

Como é possível verificar no site da empresa, os voos Miami – Belo Horizonte devem ser feitos às segundas-feiras, com decolagem da cidade da Flórida às 22h00, chegando em Confins às 07h25 de terça. Já o voo de volta só decola na quarta, partindo às 22h00 e chegando em Miami às 05h25 de quinta.

Por sua vez, o voo para Nova Iorque decolará aos sábados às 23h00 do JFK, chegando em Confins às 9h45 do dia seguinte. O voo de regresso se dará às terças, saindo de Belo Horizonte às 10h15 e chegando na “Big Apple” às 19h00.

Início em Março

O primeiro voo para Miami está previsto para o dia 28 de março com tarifas a partir de $391 dólares (R$1.975) ida e volta com taxas. Já a rota de Nova Iorque se inicia em 3 de abril com tarifas iniciando em $431 (R$2.177) ida e volta com taxas. As passagens estão disponíveis no site da Eastern.

Os voos de Belo Horizonte para Miami e Nova Iorque não são inéditos. No passado, a United Airlines, American Airlines e a TAM já operaram a rota para Miami, também com o 767. Já o voo de Nova Iorque foi feito por um período pela Varig com o MD-11, que vinha de São Paulo.

Expandido um pouco as áreas, a Azul, antes da pandemi,a fazia voos de Airbus de A330 de Confins para Fort Lauderdale, cidade que está ao norte de Miami. Já a Continental Airlines voou de 767 para Newark, que fica ao lado de Nova Iorque.

Volta da Eastern com voos regulares ao Brasil

A empresa de hoje é a “terceira geração” da Eastern Airlines, que é a nova marca da antiga operadora charter norte-americana Dynamic Airways. A Eastern original foi uma das maiores empresas aéreas dos EUA e faliu em 1991, após perder mercado pouco a pouco para as low-costs que surgiram no final da década de 70. Esta 1ª geração chegou a ter voos regulares para São Paulo e Rio de Janeiro.

A marca ressurgiu em sua “segunda geração” em 2011, quando um grupo de investidores quis lançar uma nova empresa aérea, também baseada em Miami, focada no mercado latino-americano, similar ao modelo da anterior.

De início, a empresa conseguiu realizar diversos charters para grandes times esportivos americanos, para políticos em campanha e também para bandas, tendo inclusive feito fretamentos para o Brasil. Porém, não conseguiu o mesmo sucesso nos voos regulares dada a grande competição, principalmente da American Airlines.

Foi vendida em 2017 para a SwiftAir (atual iAero Airways), que decidiu não adotar a marca, transferindo-a para a Dynamic Airways. Ainda assim, alguns 737 da SwiftAir ainda tem a pintura básica da Eastern e, inclusive, têm vindo ao Brasil em voos trazendo brasileiros deportados dos EUA.

Agora a nova Eastern Airlines, em sua 3ª geração, realizou voos de repatriação para o Brasil durante a Pandemia do Coronavírus, e quer voltar as raízes da empresa de 1ª geração, com voos regulares para o país.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias