EL AL programa voo histórico aos Emirados Árabes Unidos com Boeing 737-900

4X-EHD, aeronave escolhida pela El Al para o voo histórico. Foto: Anna Zvereva, por Wikimedia Commons

Após o acordo diplomático histórico assinado entre Israel e Emirados Árabes Unidos em 13 de agosto, a El Al, companhia aérea nacional israelense, anunciou que fará o primeiro voo comercial sem escala entre os dois países. Segundo a programação atual, o Boeing 737-900, matrícula 4X-EHD, decola na próxima segunda-feira (31), de Tel Aviv para Abu Dhabi com representantes dos governos de Israel e Estados Unidos. O voo terá o número LY971.

Apesar do caráter especial da ocasião, a companhia optou por não usar a principal aeronave da frota, um novíssimo Boeing 787-9. Um dos motivos apontados é a presença no avião escolhido de equipamentos Sky Shields, da Israel Aerospace Industries, que funcionam com um escudo antimísseis terra-ar, que se guiam por calor, algo ainda não instalado na aeronave maior.

A aeronave escolhida estava em solo desde março deste ano e tem realizados voos teste e check de equipamentos para garantir a funcionalidade no dia 31. A El Al convocou pilotos seniores para a operação, que passaram por treinamentos em simulador em Amsterdã, Holanda, para revalidação das licenças.

Segundo a Reuters, a bordo estará uma delegação oficial dos Estados Unidos, chefiada pelo genro do presidente Donald Trump e conselheiro da Casa Branca, Jared Kushner, e pelo Conselheiro de Segurança Nacional, Robert O’Brien. Na viagem, também estará uma comitiva israelense composta por especialistas em aviação e autoridades.

O voo não utilizará o espaço aéreo da Arábia Saudita, que não permite aeronaves israelenses em seu território. Por esse motivo, que força uma rota mais longa e custosa para a operação, não está definido quando ocorrerá (e até se ocorrerá) a instalação de voos regulares com passageiros entre os dois países.

Apesar da importância histórica pelo caráter político da operação, este não será o primeiro voo comercial entre os dos países nos últimos meses. Recentemente, a Etihad Airways operou dois voos para Tel Aviv com ajuda humanitária para a Palestina, um operado por um A330 totalmente branco e o outro por um B787 padrão da companhia. Você acompanhou a duas operações aqui no AEROIN. Clique nos links e confira novamente.

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias

EUA quer descanso de uma hora a mais para comissários, mas...

0
Uma mudança na lei trabalhista das comissárias nos EUA prevê uma hora a mais de descanso, e tem tido resistência das companhias aéreas.