Em 1º Boeing 777F, China Airlines opta por pintura discreta para não parecer chinesa

Após muito alarde em torno de uma suposta nova pintura que destacasse menos a China no seu nome, e diferente do que a empresa havia anunciado, a taiwanesa China Airlines acabou por seguir uma linha mais discreta em seu primeiro jato Boeing 777F.

© Boeing

A empresa aérea de Taiwan sempre carregou os seu nome “CHINA AIRLINES” bem grande na fuselagem das aeronaves, tanto nos aviões de passageiros como nos de carga. Justamente por causa do destaque ao nome na fuselagem, ela também sempre foi confundida pelo público, e até pelos governos, com uma companhia aérea da China continental, gerando-lhe dor de cabeça com banimentos de voos mundo afora, num momento em que Taiwan tinha a pandemia controlada (mas a China continental não).

No final do mês passado surgiu este Boeing 777F, de matrícula B-18771, fotografado pelo nosso colaborador Jordan Arens, apenas com o nome China Airlines na parte traseira, bem mais discreto que o habitual.

A expectativa era de que o jato recebesse diversos adesivos ressaltando Taiwan como um país independente, segundo as palavras do próprio Ministro dos Transportes de Taiwan. À época, ele nem deu tempo de criarem um boato em torno da pintura, mas foi logo dando uma entrevista explicando o que iria acontecer com a aeronave.

Disse ele ao Taiwan News: “A China Airlines adquiriu sete 777, e agora estão em teste de voo. Em relação à pintura, há um espaço reservado para adicionar imagens representando Taiwan. Atualmente, o tamanho da fonte está reduzido como primeira etapa, e a China Airlines explicará oficialmente para o público quando o projeto de pintura completo estiver concluído”.

Agora que a aeronave foi colocada na malha de voos, eis que ela surge com apenas um adesivo escrito “Cargo” foi adicionado. O único detalhe interessante é que na letra “C” do adesivo, a parte interna é o contorno da Ilha de Taiwan, fazendo uma referência ao país.

Mas ainda assim é algo muito discreto e que poucas pessoas vão perceber. Também não está claro se haverá mudanças nos aviões de passageiros, que possuem o título da empresa acima das janelas, mas o governo de Taiwan trabalha há alguns meses para mudar o nome da empresa aérea e não deixá-la mais ser confundida como sendo “chinesa”.

Boeing 777 de passageiros da China Airlines em sua pintura tradicional

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias

Aeroporto London Heathrow

Reservas financeiras das companhias aéreas estão chegando ao fim

0
Segundo a mais recente análise divulgada pela Associação Internacional de Transporte Aéreo, as companhias aéreas devem continuar no negativo