Em carta à equipe, United Airlines confirma redução de 90% dos voos em maio e junho

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Como empresa listada na Bolsa de Valores, a United Airlines necessita reportar ao mercado todas as iniciativas que podem influenciar nas operações e na performance das ações da companhia aérea. Nesse fim de semana, a empresa emitiu uma nota confirmando que a volta à normalidade poderá demorar mais do que o previsto inicialmente, além disso.

A mensagem, publicada na Securities and Exchange Commission (SEC) dos Estados Unidos da América é assinada por Kate Gebo, vice-presidente executiva de Recursos Humanos e Relações Trabalhistas da United Airlines.

Confira a carta na íntegra:

“Para todos os funcionários:

Espero que você e sua família estejam bem.

Espero que você leia as notícias relacionadas aos ganhos do primeiro trimestre, o que revela as difíceis e inéditas circunstâncias financeiras com as quais estamos lidando agora.

Como você já ouviu várias vezes, estamos reduzindo de forma agressiva e proativa os custos em todos os aspectos de nossos negócios. Nossa programação de maio caiu 90% e esperamos o mesmo em junho. Quero agradecer a todos que participaram ou estão participando de nossos programas de licença voluntária ou na ANP. Essa é uma das maiores coisas que você pode fazer para ajudar a United no momento.

Além disso, suspendemos os aumentos de mérito para nossa equipe administrativa e executiva, congelamos as contratações, reduzimos significativamente os gastos com fornecedores e terceiros, reduzimos os salários-base de todos os nossos executivos em 50% e cortamos os salários-base de Oscar Muñoz e Scott Kirby em 100%.

Nesse contexto, eu queria compartilhar uma atualização sobre o nosso Programa Anual de Incentivos e o Programa de Participação nos Lucros. Sob o design de ambos os programas, somos obrigados a obter lucro para efetuar um pagamento aos funcionários. Dada a queda na demanda de viagens e nas perspectivas financeiras da United Airlines, é extremamente improvável que qualquer um desses programas seja pago em 2020. Embora isso possa ser óbvio para alguns, no espírito de transparência, pensei que era importante ser direto.

Obviamente, essas notícias são difíceis de serem divulgadas, porque sabemos que muitos de vocês perseveram em circunstâncias difíceis – pessoal e profissional – e estão trabalhando particularmente para ajudar a United nessa crise.

Por favor, saiba o quanto apreciamos seu compromisso com a nossa empresa. E continuem seguros e cuidem um do outro e de suas famílias.

Cuidem-se,

Kate Gebo
Vice-Presidente de Recursos Humanos e Relações Laborais

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias