Início Empresas Aéreas Em função da crise, Atlas Air reativou todos os Jumbos que havia...

Em função da crise, Atlas Air reativou todos os Jumbos que havia parado recentemente

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Conforme divulgamos no começo do mês, a companhia aérea especializada em transporte de cargas Atlas Air reativava um de seus Boeings 747 que havia tirado de serviço apenas três meses antes, em janeiro. Agora, vemos que o processo não parou desde então.

Jumbo da Atlas na final para pouso em Viracopos

Segundo levantamento que efetuamos a partir do banco de dados dos sites de rastreamento de voos FlightRadar24 e FlightAware, a Atlas trouxe de volta aos céus todos os seus Jumbos que havia estocado no passado recente. A retirada havia se dado por conta da baixa demanda do setor cargueiro até o começo de 2020.

Agora, no entanto, com os impactos da pandemia da COVID-19, a aviação de passageiros parou e a conectividade de carga nos porões da malha aérea desapareceu, levando a um crescimento vigoroso na contratação de transporte de encomendas em aviões cargueiros puros.

Segundo dados do Airfleets, a frota ativa da Atlas Air possui 33 aviões Jumbo, sendo 28 do modelo 747-400F e 5 do novo modelo 747-8F. E ao cruzarmos todas as 33 matrículas de registro com os dados dos sites de rastreamento, o resultado é que todos eles estiveram voando ao longo desse mês de abril.

E mais: com exceção de dois jatos, todos voaram ao longo dos últimos dias. As únicas exceções são o 747-400F de matrícula N418MC, que está parado no aeroporto Frankfurt-Hahn desde o dia 3 de abril, e o 747-8F de matrícula N850GT, que está em Hong Kong desde 19 de abril. Como esses dois locais não costumam ser usados pela Atlas Air para estocagem de aviões, ambos possivelmente voltarão aos voos em breve.

E, além dos 33 jatos citados acima, mais um voltou à ativa no último domingo, 26 de abril. Trata-se do Jumbo de matrícula N473MC e número de série 27174, que estava estocado no Pinal Airpark em Marana, no deserto do Arizona, desde dezembro do ano passado.

O 747-400F decolou do local direto para o aeroporto de Anchorage, no Alasca, prosseguindo então para Hong Kong, já assumindo as movimentadas operações cargueiras entre o extremo oriente e os Estados Unidos.

O retorno do N473MC no voo para Anchorage – Imagem: FlightRadar24

Os Jumbos da Atlas são vistos com frequência no Brasil, onde operam regularmente nos aeroportos de Viracopos, em Campinas/SP, e Eduardo Gomes, em Manaus/AM.

No momento da publicação dessa matéria, por exemplo, existem três deles dirigindo-se ao Brasil. O 747-400F de matrícula N476MC no voo GTI-35 para Manaus, o 747-400F N475MC no voo GTI-21 para Campinas e o 747-8F N859GT no voo GTI-31 também para Campinas.

Os três voos dos 747 da Atlas para o Brasil hoje – Imagem: FlightRadar24

Receba as notícias em seu celular, acesse o canal AEROIN no Telegram.

Sair da versão mobile