Em meio à crise, Etihad estoca Airbus A350-1000 sem assentos

Em meio à maior crise desde sua fundação em 2003, a empresa aérea árabe Etihad Airways optou por estocar seus Airbus A350-1000, e nem sequer instalou os assentos neles.

Airbus A350-1000 da Etihad Airways
1º Airbus A350-1000 da Etihad em voo de testes em Toulouse – Foto de Clément Alloing

Contando com este jato de matrícula A6-XWC, são três novíssimos Airbus A350-1000 estocados no Aeroporto de Bordeaux, ao sul da França, segundo revelou o A350Blog.

A companhia aérea baseada em Abu Dhabi encomendou cinco unidades do maior jato bimotor da Airbus, e as duas últimas unidades também deverão ter o mesmo destino das primeiras. Não há previsão de iniciar seu uso, mas especula-se que isso só ocorrerá em 2021.

O motivo dos assentos não terem sido instalados é que a empresa cancelou, de última hora, o projeto do interior da aeronave também devido à grave crise financeira que passa, além da forte concorrência da Emirates. Um crescimento tido como mal planejado e com investimentos em ativos de baixa performance.

Dentre os ativos ruins, estão a indiana Jet Airways, onde a Etihad era a principal acionista e que declarou falência meses atrás – e agora pode ser comprada por Germán Efromovich, da Avianca.

Vale lembrar também da Alitalia, que contava com participação da aérea árabe e não conseguiu sair da recuperação judicial, tendo que ser salva de novo pelo governo italiano.

Boeing 787 da Etihad
Cancelamento de encomendas da Etihad também afeta o Boeing 787

A Etihad planejava um interior super luxuoso para o seu A350-1000, ao nível das cabines individuais da primeira-classe do seu Airbus A380. Mesmo que instalado em apenas cinco aeronaves, geraria um custo altíssimo, em contraste ao choque de gestão que a empresa passa.

Em fevereiro deste ano a companhia anunciou um corte de 76 encomendas de novos aviões, sendo 57 pedidos a menos do A350-1000 (trazendo para os atuais cinco) e 19 a menos do Boeing 777X, além da desistência das variantes de menor capacidade A350-900 e 777-8X.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos