Em vídeo, passageiros se desesperam enquanto turbulência joga comida ao chão

Um vídeo que está circulando nas redes sociais tem chamado atenção ao mostrar o desespero de passageiros diante de uma turbulência, e a grande ‘bagunça’ que ela causou num voo regular de linha aérea.

Cenas do vídeo que você verá logo abaixo nesta matéria

Publicado em uma conta do Twitter e replicado por vários internautas, segundo informações do site Trend, a ocorrência se passa em uma aeronave da Azerbaijan Airlines, companhia aérea do Azerbaijão.

O Airbus A320 registrado sob a matrícula 4K-AZ79 cumpria o voo de número J2-176 na rota entre Istambul, na Turquia, e Baku, no Azerbaijão, quando entrou em uma zona de forte turbulência.

As imagens que você verá abaixo no vídeo mostram a grande bagunça causada no corredor da aeronave, pois, ao que tudo indica, a turbulência aconteceu no momento em que era oferecido o serviço de bordo e os passageiros estavam se alimentando.

Nota-se que o trolley (carrinho de alimentos e bebidas) está no corredor, e muitos alimentos ficam caídos ao chão e no colo dos passageiros. Ainda é possível ouvir muitos gritos de desespero de passageiros assustados diante da situação de turbulência de céu claro.

Embora a turbulência tenha causado, como visto no vídeo acima, um grande susto em parte dos passageiros e espalhado grande quantidade de alimentos e bebidas ao chão, nenhuma pessoa ficou ferida na ocorrência e a aeronave pousou no Aeroporto Internacional Heydar Aliyev, em Baku, sem mais intercorrências.

Voo J2176 – Imagem: RadarBox

Não há motivo para pânico

Turbulências durante o voo são situações normais no dia-a-dia dos voos realizados por todo mundo, podendo ser previstas ou não. Em geral, ferimentos a passageiros somente acontecem por consequência de não utilizarem o cinto de segurança, levando ao risco de lesões.

As pessoas mais vulneráveis a algum tipo de incidente, quando não há tempo de aviso prévio sobre a possibilidade de turbulência, são os comissários de bordo, uma vez que estes profissionais, ao invés de ficarem sentados em seus assentos, estão sempre se deslocando por toda aeronave, realizando serviço de bordo e as demais atividades que fazem parte de seu trabalho.

Vale lembrar que toda a estrutura da aeronave é construída para enfrentar esforços, inclusive das turbulências severas. Além disso, controladores e pilotos mantém uma contínua comunicação de modo a evitar zonas turbulentas, que na maioria das vezes são possíveis de se prever, o que parece não ter sido o caso da ocorrência acima descrita.

Em todo caso, o mais indicado a se fazer é manter os cintos afivelados, mesmo que os avisos de cinto estiverem apagados. Vale a pena evitar quaisquer imprevistos em sua viagem mantendo-os sempre afivelados.

Comunicado da companhia aérea

A Azerbaijan Airlines emitiu hoje, 11 de agosto, um comunicado sobre a ocorrência, no qual descreve que “se reuniu com os pilotos que demonstraram sua habilidade profissional na operação da aeronave em uma área de forte turbulência a uma altitude de mais de 10 mil metros”.

Veja a seguir as informações divulgadas pela AZAL:

“Para recapitular, em 7 de agosto, ao voar de Istambul para Baku, o Airbus A320 da Azerbaijan Airlines entrou em forte turbulência no céu sobre a Turquia.

“O Presidente da AZAL, Sr. Jahangir Asgarov, expressou sua gratidão aos pilotos Emin Babayev, Elshan Sadikhbeyli e Magomed Aliasgarov pelas ações competentes e apropriadas tomadas ao enfrentar turbulência severa e os homenageou com presentes valiosos.

“Os pilotos tiraram a aeronave da área de forte turbulência e controlaram a situação, continuando o voo no modo normal”, observou Jahangir Asgarov.

“Segundo ele, a companhia aérea do Azerbaijão sempre atribuiu importância à segurança de voo e ao treinamento profissional da tripulação. Os pilotos da companhia aérea são constantemente treinados em simuladores de voo, o que permite avaliar a capacidade de resposta da tripulação ao voar uma aeronave em diversas condições de voo.

“Conforme observado por Jahangir Asgarov, turbulência é um fenômeno natural frequente que quase todo piloto de aviação civil encontra. A turbulência do céu claro (CAT – Clear Air Turbulence) é impossível de prever, no entanto, não representa perigo para as aeronaves.

“A tripulação de voo agradeceu ainda à gestão da Companhia Aérea a atenção demonstrada, informando que continuarão a melhorar as suas competências profissionais e a garantir a segurança operacional do voo no futuro.”

Leia mais:

Juliano Gianotto
Ativo no Plane Spotting e aficionado pelo mundo aeronáutico, com ênfase em aviação militar, atualmente trabalha no ramo de fotografia profissional.

Veja outras histórias

Passageira que foi algemada na sala de embarque receberá indenização da...

0
A Azul linhas aéreas foi condenada a pagar R$ 15 mil de indenização a uma passageira impedida de embarcar e algemada após confusões