Início Acidentes e Incidentes Embraer 170 apresenta problema de flaps durante a subida e retorna a...

Embraer 170 apresenta problema de flaps durante a subida e retorna a Moscou

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Embraer 170 da S7 Airlines – Imagem: Anna Zvereva from Tallinn, Estonia / CC BY-SA

Um avião fabricado pela brasileira Embraer, modelo E170, enfrentou problemas com seu sistema de flaps na tarde da última terça-feira, 18 de agosto, precisando voltar à origem do voo.

A aeronave envolvida na pane foi o Embraer 170 registrado sob a matrícula VQ-BYA, operado pela companhia aérea russa S7 Airlines, quando realizava o voo de número S7-1247, segundo reportou o portal The Aviation Herald.

O voo decolou do aeroporto Domodedovo, em Moscou, e iria para a cidade de Belgorod, ambas na Rússia, mas, quando estava subindo após a partida da pista 32L, apresentou uma falha na retração dos flaps, as superfícies móveis do bordo de fuga da asa que aumentam a sustentação para pousos e decolagens.

Diante do incidente, a tripulação parou a subida por volta do nível de voo FL180 (18 mil pés, ou 5480 metros), depois desceu para o FL150 (4570 metros) e entrou em órbitas de espera por cerca de 20 minutos.

Não há informação se a espera ocorreu para tentativa de resolução da pane, ou para redução de peso de pouso através do gasto de combustível.

A trajetória do Embraer 170 devido à pane de flap – Imagem: FlightRadar24

Em seguida, após completadas 4 órbitas, o E170 retornou ao Domodedovo para um pouso seguro na mesma pista 32L, que ocorreu cerca de 55 minutos após a partida.

O VQ-BYA permaneceu em solo por cerca de 23 horas, possivelmente tendo sido resolvida a pane pela equipe de manutenção da S7 Airlines, já que o mesmo decolou na tarde desta quarta-feira para a continuidade de suas operações comerciais.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Sair da versão mobile