Embraer da Azul retorna a Recife e fecha pista após cheiro de fumaça a bordo

A pista do aeroporto de Recife precisou ficar fechada por cerca de 25 minutos na data de ontem, 03 de dezembro, depois que um avião da Azul retornou devido a um forte cheiro de fumaça na cabine.

Avião Embraer E195 Azul
Embraer 195 da Azul

Segundo informações do The Aviation Herald, o Embraer 195 da Azul Linhas Aéreas, de matrícula PR-AYK, realizava o voo de número AD2709 de Recife para Fortaleza quando ocorreu o incidente.

A aeronave estava saindo de Recife quando a tripulação interrompeu a subida devido a um forte cheiro de fumaça na cabine, e retornou a Recife para um pouso seguro cerca de 15 minutos após a partida.

A aeronave ficou parada sobre a pista e foi rebocada para o pátio, mas ainda não há informações sobre o motivo de não ter taxiado por meios próprios. Como consequência, a pista foi fechada por cerca de 25 minutos.

O aeroporto informou que a tripulação pediu para retornar a Recife logo após a decolagem, que a aeronave foi rebocada para o pátio, e que os passageiros desembarcaram normalmente.

O Embraer 195 de matrícula PR-AYV, conhecido por sua pintura da bandeira do Brasil, foi alocado para cumprir o voo, e o pouso em Fortaleza ocorreu com um atraso de cerca de 4 horas.

Avião Embraer 195 Azul Bandeira
Embraer 195 de matrícula PR-AYV, usado como alternativa no voo

A companhia aérea informou que a aeronave retornou a Recife devido a um problema técnico. Passageiros declararam que o comandante anunciou um forte cheiro de fumaça na cabine como motivo do retorno.

Segundo dados do FlightRadar24, o PR-AYK permanece em solo no Recife até o fechamento desta matéria, com programação de decolar para Congonhas ao longo da manhã de hoje.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.