Embraer já lida com adiamento de entrega de aviões devido ao coronavírus

A fabricante brasileira de aviões Embraer também já recebeu pedidos de adiamento de entrega de jatos de seus clientes em função da forte queda de demanda de viagens causada pela crise do coronavírus.

Avião Embraer E190-E2

Diversas notícias ao longo das últimas semanas indicavam que a Airbus e a Boeing estavam começando a sentir o efeito do impacto do coronavírus nas viagens aéreas, como no caso da AirAsia X. A companhia asiática, que tem o maior pedido do modelo A330neo no mundo, anunciou a seus investidores que atrasará o recebimento de seus jatos Airbus.

Mas nenhuma informação até a semana atual afetava encomendas da Embraer, e essa percepção acaba de mudar.

Segundo o AIN Online, o Presidente e CEO da divisão de jatos comerciais da Embraer, John Slattery, afirmou que a fabricante brasileira já está fazendo alterações em seu ritmo de produção para se adequar a pedidos de adiamentos de entregas.

Slattery disse que entende a necessidade de ajudar as companhias aéreas a se adequarem a esse momento crítico de grandes cortes de voos, que se acredita ser passageiro, e ainda destacou que a Embraer também está disponibilizando recursos adicionais para apoiar a manutenção das frotas mantidas em solo devido às reduções de voos.

O CEO acredita que o saldo anual de entregas de aeronaves não deverá ser afetado, sendo necessária apenas uma readequação de semanas ou de um mês no cronograma de produção dos jatos.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias