Emirates aposenta o primeiro A380 de sua frota, com menos de 12 anos de uso

Avião Airbus A380 Emirates

Junto com a onda de demissões massivas desta semana, a árabe Emirates Airline também está antecipando a aposentadoria de algumas aeronaves. Vítima da Covid-19, a frota de superjumbos A380 da empresa vê, pela primeira vez, uma redução na quantidade de exemplares.

A Emirates chegou a ter, simultaneamente, 116 Airbus A380 em sua frota, de um total de 123 encomendados. Embora uma parte deles não estivesse efetivamente operando regularmente, nem antes da pandemia (estavam parados no aeroporto Dubai World Central), agora a empresa dá sinais de que pode começar a devolvê-los, de fato.

E o primeiro exemplar a ser retirado da frota é o de matrícula A6-EDB, que foi flagrado já sem pintura em Abu Dhabi, segundo uma foto publicada pelo perfil Saeed Sultan no Instagram (veja abaixo).

Essa aeronave, especificamente, foi a segunda do modelo a ser recebida pela Emirates, em outubro de 2008, ou seja, tem menos de 12 anos de uso. Seu destino, no entanto, é incerto, mas pode ser que seja destinado a prover peças de reposição à própria Emirates quando a fábrica do A380 for definitivamente fechada pela Airbus em 2021.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Aeroporto Atlanta Concourse B Pátio Frota Delta

Será que o aeroporto mais movimentado do mundo por 22 anos...

0
Dados de 2020 mostram que o aeroporto perdeu mais de 60% de seu movimento de passageiros, gerando expectativas quanto à troca de liderança.