Emirates inaugura voo para o México com piloto mexicano e provocação à Aeromexico

A Emirates decolou para a Cidade do México pela primeira vez na manhã desta segunda-feira, 9 de dezembro, marcando o início de uma das rotas que a companhia emiradense mais lutou para ter. O voo EK255 da Emirates partiu a plena capacidade com mais de 300 passageiros a bordo, levando passageiros e mais um grupo de convidados e mídia.

Comandando a primeira etapa do voo estava o comandante Abdelrazaq Alfahim, um nacional dos Emirados Árabes Unidos, o comandante Gabriel Noltenius Hahnel, um mexicano, e o primeiro-oficial Essa Alhammadi, também dos Emirados Árabes Unidos. O avião da rota inaugural foi o recém-reformado Boeing 777-200LR de duas classes, que oferece 38 assentos da Classe Executiva em um layout 2-2-2 e 264 assentos na Classe Econômica.

Coube aquela provocação

Há anos que a Emirates tenta realizar essa rota, que costumava ser barrada em decisões judiciais favoráveis à Aeromexico, a qual alegava que os subsídios do governo emiradense à Emirates tornaria a concorrência desleal. Após várias reviravoltas e decisões judiciais favoráveis a ambos os lados, a Emirates finalmente conseguiu seu direito ao voo.

Enquanto uma comissária segura uma placa dizendo #FlyBetterMexico (“Voe Melhor México”), Tim Clark, presidente da Emirates Airline, aproveitou dar uma provocada: “Estamos entusiasmados por poder introduzir uma nova conectividade aérea entre Dubai e México. A disponibilidade de serviços aéreos diários internacionais de alta qualidade é essencial para o desenvolvimento de laços turísticos, comerciais e culturais. O comércio, especialmente em produtos de alto valor e sensíveis ao tempo, será facilitado pela ampla capacidade de carga das aeronaves Boeing 777 da Emirates. Também esperamos que o turismo receba um grande impulso dos voos diários em nosso recém-reformado Boeing 777-200LR”.

O avião oferecerá até 14 toneladas de carga, abrindo acesso a mercados mais globais para exportações mexicanas, como abacates, frutas, mangas, peças automotivas e suprimentos médicos.

Emirates

Clark explicou que não era possível operar um voo sem escalas a partir de Dubai devido à alta altitude do aeroporto da Cidade do México, e Barcelona era uma escolha natural para uma escala. “Temos o prazer de oferecer uma conexão direta na rota entre a cidade espanhola e a Cidade do México, que há muito tempo é negligenciada por outras companhias aéreas e permanece mal atendida, apesar da forte demanda dos clientes. Gostaríamos de agradecer às autoridades e aos nossos parceiros na Espanha e no México pelo apoio à nova rota e esperamos oferecer nosso produto e serviço premiados aos viajantes”.

Há alguns meses, comentando sobre o lançamento, o ministro do Turismo do México, Miguel Torruco Marqués, disse: “O México apoia o lançamento do tão esperado voo Dubai-Barcelona-Cidade do México, que responde à política de turismo do governo do México para abrir novos mercados e fortalecer a conectividade entre os países Estamos ansiosos para receber turistas desta parte do mundo”.

Emirates

Ao mesmo tempo, Rodrigo Vasquez, direto-geral da Autoridade de Aviação Civil do México, disse: “A chegada da Emirates trará uma contribuição significativa à nossa rede de conectividade internacional, adicionando serviços diários a Dubai e além. A Emirates será a 43ª companhia aérea a operar voos internacionais para o México”.

Mais sobre o voo

O voo EK 255 da Emirates partirá de Dubai às 3h30, horário local, chegando a Barcelona às 8h e antes de partir novamente às 9h55 e chegando à Cidade do México às 16h15 no mesmo dia. Os horários são locais.

O voo de volta EK256 partirá da Cidade do México às 19h40, horário local, chegando a Barcelona no dia seguinte às 13h25. O EK256 partirá novamente de Barcelona às 15h10, com destino a Dubai, onde chegará às 12h45 do dia seguinte, facilitando conexões convenientes com vários destinos na Índia, Sudeste Asiático e Oriente Médio.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.