Emirates tem queda recorde de 44% nos lucros

O Grupo Emirates, dono da Emirates Airline, flydubai e dnata anunciou uma queda recorde nos seus lucros.

O lucro líquido chegou a apenas $632 milhões, o menor desde 2012, considerando o primeiro trimestre de todos os anos. O principal motivo está a alta do combustível combinado com o fortalecimento do dólar americano além de uma certa baixa na ocupação.

A questão do combustível é crítico para a Emirates e todas as aéreas do golfo: a região é toda estruturada no petróleo. No caso de agora os custos dos voos aumentam, porém se o combustível está muito barato impacta na economia de maneira negativa, logo menos clientes.

Para a Emirates o preço ideal do barril de petróleo é entre $50 e $60 dólares, hoje o mesmo está cotado em $70. E para controlar os gastos e voltar a ter lucros maiores, a empresa está planejando uma nova malha já sem o gigante Airbus A380.

Com informações da Bloomberg

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias