Emirates SkyCargo: os 10 momentos-chave de seu ano de crise aérea

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Boeing 777F Emirates SkyCargo
Imagem: dxme / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

O ano de 2020 foi diferente para o setor de aviação e o transporte aéreo de carga também passou por importantes modificações.

Com o impacto devastador da pandemia da COVID-19 nos mais variados setores e no bem-estar das pessoas, ao longo do ano a Emirates SkyCargo, divisão cargueira da companhia árabe Emirates, não parou de fornecer produtos essenciais e manter rotas comerciais vitais em todos os continentes, fazendo inovações em sua resposta às condições sem precedentes e em constante mudança de 2020.

Após este ano incomum, a companhia comenta os 10 momentos mais importantes em que considera que mostrou seu compromisso para manter as cadeias de suprimentos globais em operação e entregar produtos essenciais.

1. 100 destinos em 100 dias

Quando os voos de passageiros da Emirates foram suspensos globalmente no final de março de 2020 por causa da pandemia, a Emirates SkyCargo perdeu uma parte significativa da sua capacidade de carga global nos porões dos aviões e, por um breve período, pôde usar somente a rede e as operações de sua frota de 11 aeronaves de carga Boeing 777.

Mas a transportadora de carga agiu para reconstruir suas operações globais e em 100 dias a partir de 25 de março de 2020, conseguiu reconectar 100 destinos globais em seis continentes com voos de carga semanais.

2. Transporte de carga no porão de aeronaves de passageiros

Em uma medida sem precedentes para enfrentar essa situação extraordinária, no final de março de 2020, a Emirates SkyCargo começou a usar aeronaves Boeing 777-300ER da Emirates para voos somente de carga com cerca de 40-50 toneladas carregadas no porão das aeronaves. Os voos foram usados para a entrega de EPIs, kits de teste e outros produtos essenciais.

Avião Emirates Boeing 777-300ER
Boeing 777-300ER – Imagem: NMOS332 / CC BY-SA

3. Transporte de carga nos assentos e compartimentos superiores

Em abril de 2020, a Emirates SkyCargo começou a transportar EPIs e outras mercadorias seletas nos assentos da Classe Econômica e nos compartimentos superiores (bins) dentro da cabine da aeronave para liberar mais espaço para as cargas essenciais nos porões.

4. Modificação da classe econômica para transporte de carga no chão da cabine

Com o aumento na demanda por transporte de EPIs, suprimentos médicos, alimentos e outras mercadorias essenciais, a Emirates modificou 10 aeronaves de passageiros Boeing 777-300ER em seu Emirates Engineering Centre (Centro de Engenharia) em Dubai para remover todos os assentos de passageiros da classe econômica, permitindo o transporte de carga adicional de até 132 metros cúbicos na aeronave.

Essas aeronaves têm desempenhado um papel fundamental no fornecimento de conectividade entre os mercados de produção e consumidores. Desde junho de 2020, a Emirates trabalha na conversão de outras aeronaves Boeing 777-300ER para atender à demanda global por capacidade de carga aérea.

5. Aeronaves A380 no transporte de carga

Em outubro, a Emirates SkyCargo começou a usar as aeronaves Airbus A380 da Emirates em voos fretados específicos para atender à demanda dos clientes por capacidade de carga adicional. O primeiro voo fretado de carga da aeronave A380 transportou suprimentos médicos de Seul para Amsterdã via Dubai.

Avião Airbus A380 Emirates Cargueiro
O Airbus A380 embarcando carga – Imagem: Emirates

6. Hub dedicado às vacinas da COVID-19

Reconhecendo a escala do esforço logístico necessário para a distribuição das vacinas da COVID-19 às pessoas do mundo todo, a Emirates SkyCargo começou em agosto de 2020 a planejar e preparar a infraestrutura, as capacidades e a tecnologia para transportar de forma adequada as vacinas para regiões de todo o mundo.

Em outubro de 2020, a Emirates SkyCargo anunciou que estava montando o maior hub aéreo do mundo dedicado às vacinas da COVID-19 em seu terminal de carga na região sul de Dubai e que estava montando uma equipe de resposta rápida para agilizar as solicitações de transporte de vacinas.

As instalações farmacêuticas da Emirates e Emirates SkyCargo no aeroporto internacional de Dubai têm mais de 15.000 m² de área de armazenamento e movimentação de carga, dedicada a produtos farmacêuticos e vacinas.

Emirates Boeing 777F SkyCentral DWC
Instalações da Emirates SkyCargo em Dubai – Imagem: Emirates

7. Chegada das vacinas Pfizer-BioNTech para COVID-19 em Dubai

A Emirates SkyCargo fez parte de um marco histórico quando transportou de Bruxelas o primeiro lote de vacinas Pfizer-BioNTech para a Autoridade de Saúde de Dubai, em 22 de dezembro no voo EK 182.

8. Compromisso com causas humanitárias

A Emirates SkyCargo reafirmou o seu compromisso com o bem-estar das comunidades afetadas por crises humanitárias. Em agosto de 2020, participou da iniciativa de criar uma ponte aérea entre Dubai e o Líbano, dedicando capacidade de carga aérea para o transporte de material de socorro após a explosão no porto de Beirute.

A Emirates SkyCargo também assinou um acordo com a International Humanitarian City, o maior centro de ajuda humanitária do mundo com sede em Dubai, para trabalhar em conjunto no desenvolvimento de soluções logísticas inovadoras de ajuda em situações de crise.

9. Voos para Guadalajara

Em setembro de 2020, a Emirates SkyCargo lançou voos cargueiros duas vezes por semana para Guadalajara, no México, adicionando um novo destino que antes não era atendido pela transportadora e criando mais oportunidades de comércio e negócios.

Mapa de destinos da Emirates SkyCargo neste início de janeiro

10. Primeiro aniversário da Emirates Delivers

A Emirates Delivers, plataforma de entrega de comércio eletrônico desenvolvida pela Emirates SkyCargo, completou seu primeiro ano com sucesso, garantindo entregas rápidas e muitos sorrisos aos seus clientes que fazem compras nos Emirados Árabes Unidos em sites dos Estados Unidos.

Informações da Emirates

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Gigante das remessas, UPS está de olho em mais de uma...

0
Por meio de sua subsidiária UPS Flight Forward, a gigante das encomendas planeja comprar aeronaves elétricas de decolagem e pouso vertical