Emirates terá o voo regular mais longo já feito por um Boeing 777-300ER

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Emirates Boeing 777-300ER
Boeing 777-300ER – Imagem: NMOS332 / CC BY-SA

A Emirates planeja retomar os voos de Dubai (Emirados Árabes) para Auckland (Nova Zelândia) em janeiro de 2021, e o serviço marcará um novo recorde na história do modelo 777-300ER fabricado pela Boeing.

A companhia aérea com sede em Dubai apresentou planos para a retomada dos voos em 3 de janeiro e, se isso realmente acontecer em meio às incertezas da pandemia, a rota será o voo comercial regular de passageiros mais longo operado desde que as restrições de viagem da Covid-19 foram implementadas.

Além disso, substituindo um serviço diário anterior por uma operação de quatro voos por semana, a Emirates também planeja fazê-lo com o Boeing 777-300ER. De acordo com o site RoutesOnline, especializado em informações sobre o desenvolvimento das rotas da aviação, o jato entraria no lugar do Airbus A380 que atendia anteriormente a rota de 14.200 quilômetros.

E ao reduzir a capacidade em termos de número de passageiros – com o Boeing capaz de transportar aproximadamente 100 passageiros a menos do que o Airbus – a Emirates deverá estabelecer um novo marco global, segundo reporta o Live and Let’s Fly.

O serviço de 17 horas de Dubai para Auckland estabelecerá um recorde de voo comercial regular sem escalas mais longo da história do jato 777-300ER. Até o momento, o voo regular mais longo registrado por um -300ER foi de Abu Dhabi a Los Angeles pela Etihad Airways, em uma distância de 13.500 quilômetros.

Vale destacar que este será o voo mais longo da história apenas do modelo 777-300ER, e não de toda a aviação comercial, que você pode conferir na matéria abaixo.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias