Nova empresa da Nigéria troca o 737 MAX por encomenda de U$S 4,5 bilhões para o Airbus A220

A Green Africa Airways, uma nova companhia aérea nigeriana, assinou hoje (13) uma encomenda de 50 unidades do jatos Airbus A220-300, totalizando um acordo de até US$ 4,57 bilhões a preço de tabela do modelo.

Avião Airbus A220-300 Green Africa Airways
Concepção gráfica do A220-300 da Green Africa – Imagem: Airbus

O acordo está sendo visto como significativo porque a Green Africa havia manifestado interesse em encomendar uma frota de Boeing 737 MAX, portanto o aterramento do jato desde março de 2019 pode ter levado à opção por mudar os planos para a concorrente europeia.

O proprietário da companhia aérea destacou que este é o maior pedido da família A220 na África, e também um dos maiores do mundo.

“Juntamente com a Airbus, estamos incrivelmente orgulhosos em anunciar o maior pedido de todos os tempos para o A220 do continente africano”, disse Babawande Afolabi. “A história da Green África é uma história de ousadia empreendedora, visão estratégica e um compromisso inabalável de usar o poder das viagens aéreas para criar um futuro melhor”.

O diretor comercial da Airbus, Christian Scherer, falando no Singapore Airshow, acrescentou: “Estamos entusiasmados com o projeto da Green África, sua ambição legítima e seu profissionalismo, evidenciados por sua escolha mais exigente por seus ativos operacionais. As características do A220 permitirão à companhia aérea desbloquear destinos e pares de rotas que antes seriam considerados inviáveis.”

Veja nas matérias a seguir outras importantes encomendas conquistadas pelo programa Airbus A220 recentemente:

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.