Empresa deve ser multada em R$ 2 milhões por levar passageiros pagantes em 26 voos

Imagem: Universal Flight Training

A Administração Federal de Aviação (FAA – Federal Aviation Administration) do Departamento de Transportes dos Estados Unidos informa nesta quarta-feira, 22 de setembro, que propõe uma penalidade civil de US$ 382.000, equivalente a pouco mais de R$ 2 milhões na conversão atual do dólar, contra o Universal Flight Training.

A empresa sediada em Sarasota, na Flórida, está sendo acusada por supostamente realizar voos ilegais de transporte de passageiros.

A FAA alega que, entre outubro de 2015 e fevereiro de 2019, a Universal Flight Training e sua afiliada, Universal Flight Services, realizaram pelo menos 26 voos pagos de transporte de passageiros em vários aviões.

A agência afirma que as empresas não possuíam o certificado operacional ou de transportadora aérea exigidos pela FAA para realizar esses voos.

A FAA alega ainda que as empresas usaram pilotos não qualificados que não completaram o treinamento, teste e verificações de competência exigidos pela FAA para os voos que pilotaram.

A agência finaliza o comunicado descrevendo que a Universal Flight Training e a Universal Flight Services entraram em contato com a FAA sobre o caso, mas não detalha se as mesmas apresentaram evidências que contraponham as alegações.

Informações da FAA

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Azul torna-se a transportadora oficial dos Jogos Escolares Brasileiros 2021

0
A companhia será responsável por levar cerca 8 mil participantes entre atletas, professores, técnicos, árbitros e outros organizadores.