Início Empresas Aéreas Empresa aérea é acusada de ter cartão de segurança sensual demais

Empresa aérea é acusada de ter cartão de segurança sensual demais

A companhia húngara Wizz Air está no alvo das acusações

A companhia aérea húngara Wizz Air tem sido acusada publicamente de sexismo por conta de um desenho no cartão de segurança que daria destaque às curvas de uma mulher.

Laura Watkin, 38, estava voando de Larnaca, em Chipre, para Londres, quando ela disse ter visto uma ilustração de uma mulher curvilínea e decotada nos cartões de segurança da empresa aérea.

Pistola, a inglesa lamentou o que viu no cartão de segurança com uma postagem no Twitter que viralizou.

Junto da foto abaixo, ela dizia: “Isso é sério, Wizz Air? Certamente, as pernas nuas poderiam resultar em escoriações no escorregador de emergência’. Ela, que é professora de ciências concluiu seu post com as hashtags ‘#jobsforwomen’, ‘#everydaysexism’, ‘#bodycon’ e ‘#stereotype’.

Ao DailyMail, a senhorita Watkin acrescentou: “eu tirei a foto por que fiquei surpresa pelo ilustrador e a empresa terem achado normal ressaltar tanto as curvas da comissária na imagem, em detrimento de focar nos aspectos de segurança”.

A empresa foi acionada, mas não se pronunciou sobre o assunto. Veja mais reações a favor e contra: