A empresa faliu e o piloto aproveitou para um rasante com 200 passageiros

Apesar ser treinados em tais procedimentos para pousos abortados, a manobra era incomum e as autoridades alemãs não receberam com bons olhos.

leia mais!