Empresária nega assumir a Viação Itapemirim e companhia aérea segue adiante

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Avião Airbus A320 ITA Itapemirim

Ao contrário do que alguns sites publicaram precocemente nesta quarta-feira, 14 de outubro, a empresária Camila Valdívia teria se pronunciado afirmando oficialmente que não são procedentes as informações de que ela foi restituída ao comando da Viação Itapemirim. A informação também foi desmentida pela empresa.

O que houve

Durante o tarde de hoje, vários portais informaram que uma decisão judicial havia colocado Camila de volta no comando do Grupo, e que ela já teria definido que não seria dado andamento no plano de criação da companhia aérea ITA Transportes Aéreos.

Porém, segundo conversa que a empresária teria tido com o Diário do Transporte – um portal do reconhecido jornalista Adamo Bazzani, da Joven Pan e de outras grandes mídias, não existe qualquer decisão judicial que determine a transferência do controle do Grupo Itapemirim para ela, bem como ela também desmente qualquer informação acerca de fechamento da empresa aérea que está sendo criada.

Itapemirim se pronuncia

Segundo o mesmo portal, a diretora jurídica do Grupo Itapemirim, Karina de Oliveira Guimarães Mendonça, teria confirmado a informação de Camila, esclarecendo que não existe nenhuma determinação judicial no sentido de retorno da ex-sócia ao grupo, devendo ser considerado tal notícia como ‘fake news’.

A área de comunicação da própria ITA Transportes Aéreas confirmou ao AEROIN que reconhece como informação oficial o que publicou o Diário do Transporte. Uma nota foi emitida pela empresa:

O Grupo Itapemirim informa que não existe qualquer decisão judicial sobre mudança no atual quadro diretivo da empresa, estabelecido em março de 2020, quando Sidnei Piva, presidente executivo, comprou a parte de sua ex-sócia. A Itapemirim Transportes Aéreos LTDA, cadastrada sob o CPNJ 02.907.387/0001-90, tem como único representante legal Sidnei Piva, na figura de sócio administrador, sendo a única pessoa capaz de decidir sobre o futuro da companhia. A empresa reforça, portanto, que a ITA Transportes Aéreos tem operação totalmente regular e saudável, e os planos para início de operação no setor de aviação se mantêm. O Grupo Itapemirim está trabalhando para apuração de qualquer possível fraude cometida”.

Mais tarde, na quarta-feira, o CEO da companhia aérea, Tiago Senna, fez uma publicação em seu LinkedIN desmentindo as notícias.

Por nossa parte, recebemos no AEROIN as mesmas informações ao longo da tarde sobre a possível volta de Camila Valdívia, porém, diante da falta de evidências e de pronunciamentos oficiais de ambas as partes, consideramos como duvidosas as suposições e aguardamos por estas notas oficiais, que divulgamos agora sobre o assunto.

Permanecemos sempre atentos aos fatos.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Muitos dos funcionários do novo vídeo de segurança da American foram...

0
No dia 1 de dezembro, a American Airlines lançou um novo vídeo de segurança a bordo dos aviões, que são aqueles apresentados no momento