Empresas Aéreas começam a ser classificadas quanto ao cuidado com a COVID-19

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A pandemia do coronavírus trouxe uma nova realidade para o mercado da aviação. Hoje em dia, a segurança que as aéreas trazem para seus passageiros quanto à contenção da pandemia é tão importante quanto a própria segurança do voo.

Avião Boeing 787-8 British Airways
Imagem: BriYYZ / CC BY-SA 2.0, via Wikimedia Commons

As ações de proteção do passageiro durante toda a experiência de voo, desde a chegada no terminal do aeroporto até o desembarque final, passaram a fazer parte do marketing das empresas e são fundamentais para recuperar a segurança dos passageiros em voar e trazer a demanda de volta para o mercado, alimentando ainda mais a retomada do setor aéreo, que se encontra devastado e em lenta recuperação.

Foi por isso que a mundialmente reconhecida empresa de análise de serviços e classificação de qualidade Skytrax lançou, através de seu programa ‘Skytrax Travel Safely’, uma avaliação chamada ‘COVID-19 Airline Safety Rating’, ou seja, uma avaliação sobre como as empresas aéreas estão trazendo segurança para seus passageiros em relação à proteção contra a contaminação do coronavírus.

A certificação de segurança aérea contra a COVID-19 varia entre 3 e 5 estrelas, sendo que a aérea certificada com 3 estrelas apresenta padrões médios de segurança, com 4 estrelas apresenta padrões bons e com 5 estrelas apresenta padrões excelentes. As companhias que não alcançarem o mínimo exigido, ou seja, menos que o padrão de 3 estrelas, não recebem a certificação.

As primeiras aéreas a receber a certificação da Skytrax foram a British Airwais e a Lufthansa. Ambas companhias receberam 4 estrelas em sua classificação. Suas operações aeroportuárias foram avaliadas no terminal 5 do aeroporto Heathrow, em Londres, e no terminal 1 do aeroporto de Frankfurt, respectivamente.

Avião Boeing 747-8I Lufthansa
Imagem: Lufthansa Group

Skytrax British Lufthansa Covid 4 Estrelas
Imagem: Skytrax

A análise dos auditores da Skytrax para a avaliação é baseada em uma junção das determinações de proteção contra a pandemia da Lista de Verificação de Padrões de Segurança de Saúde da IATA, das orientações da ICAO CART Take-off e das recomendações da OMS.

Mais especificamente, os auditores avaliam nos aeroportos as tecnologias de atendimento sem contato, atendimento aos clientes respeitando os protocolos de distanciamento social para check in, embarque e desembarque, e por fim, a limpeza do ambiente.

Já a bordo, as companhias são avaliadas através da limpeza e apresentação da cabine, tratamentos de desinfetação em massa, técnicas de higienização e entrega de serviço de bordo com contato reduzido.

Para avaliar a limpeza das superfícies de contato nos aeroportos e aeronaves, os auditores da Skytrax utilizam testes ATP, também muito utilizado em avaliação de limpeza de hospitais. Apesar do sistema não detectar a presença do vírus por si só, ele detecta a presença do material biológico infectado, trazendo assim eficácia ao teste.

Segundo o Aircraft Interiors International, Edward Plaisted, CEO da Skytrax declarou que vê como importante a apresentação da realidade e da precisão, fornecendo ao mercado a ‘COVID-19 Airline Safety Rating’, com base na experiência e avaliação de viagem real.

“As companhias aéreas estão no meio do momento mais desafiador de sua história, e encorajar os clientes a voltarem aos voos envolve não apenas mudanças nos testes PCR, quarentena e políticas de viagem, mas também em serem capazes de demonstrar o nível necessário de garantias das medidas de proteção contra a COVID-19, através de avaliação independente e profissional. Parabenizamos a British e a Lufthansa por alcançarem esta louvável classificação de 4 estrelas”, afirmou o CEO.

As equipes de auditoria da Skytrax avaliaram uma grande variedade de voos, mas estão se adequando às restrições de viagens e aberturas de fronteiras que vão acontecendo gradativamente no mundo.

Após auditar as companhias aéreas europeias, a Skytrax irá cobrir as aéreas do Oriente Médio e as sul-americanas, e ainda tem a ambiciosa meta de começar a auditar as asiáticas e norte-americanas ainda esse ano.

Para mais informações sobre a classificação, clique aqui.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Claudio Brito
Apaixonado por aviação desde o berço como filho de comissário de bordo, realizou o sonho de criança se tornando comissário em 2011 e leva a experiência de quase 10 anos no mercado da aviação. Formado Trainer em Programação Neurolinguística, conseguiu unir suas duas paixões, comunicação e aviação.

Veja outras histórias

Jato chinês Comac C919 realiza testes em climas extremamente frios com...

0
O avião de passageiros Comac C919, desenvolvido internamente na China, conduziu com sucesso os voos de teste em clima frio em Hulunbuir