Enorme Boeing 747 é empurrado no braço por funcionários de aeroporto

Já imaginou ter que empurrar no braço um Jumbo Boeing 747 com os seus colegas de trabalho? Parece loucura, mas aconteceu em Honduras.

Boeing 747

O caso aconteceu no Aeroporto Internacional de San Pedro Sula, em Honduras, na América Central. O gigante jumbo Boeing 747-400 da Wamos foi até o país para mais um voo de repatriação, assim como o fez para São Paulo ao longo da última semana.

Porém, o aeroporto aparentemente não tinha o suporte necessário para receber um jato daquele porte. Para se ter uma ideia, o maior jato que opera regularmente lá é o Boeing 767 de diversas companhias aéreas cargueiras.

Não se sabe ao certo se não havia um trator ou caminhão potente o suficiente para fazer o pushback (empurrar a aeronave até a pista de táxi) ou se não havia uma barra adequada para conectar o trator ao Jumbo.

A única coisa que se sabe é que, sem muitas opções, em torno de 30 funcionários do aeroporto foram ordenados a empurrar o Jumbo para que ele pudesse dar partida a uma distância segura do terminal e taxiar até a pista. Eles se uniram ao redor dos pneus da aeronave e puseram toda a força que tinham para empurrar o gigante para trás.

Vazio, o avião pesa em média 183 toneladas, mas em um voo de Honduras para Madri, com uma boa ocupação e combustível necessário para a rota, pode chegar a incríveis 335 toneladas. A única coisa certa nessa história é que não foi um trabalho fácil e tampouco seguro, mas foi o que deu para fazer.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagem pela Avianca Brasil. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias