Entregador de aplicativo agora pode levar comida a passageiros dentro de aviões

A empresa aérea holandesa Transavia é a primeira no mundo a introduzir o que chama de “entrega durante o voo”, permitindo aos passageiros encomendarem uma refeição à sua escolha para entrega a bordo. A aposta é que a moda pegue.

O próximo passo dos aplicativos de entrega chegou na Holanda, segundo informou a empresa aérea por meio de uma nota à imprensa. A partir de agora os passageiros podem pedir sua refeição favorita no site ou aplicativo da JustEatTakeaway.com até uma hora antes do voo – de sushi a rendang e de saladas a café da manhã, não importa, a comida será entregue diretamente a bordo.

Por enquanto, Transavia e a JustEatTakeaway.com operam um piloto desse novo produto com ajuda do Aeroporto de Schiphol e a iFleat, a start-up responsável pela preparação das comidas e que tem como principal bandeira a promessa de fazer com que um assento de avião vire uma mesa de restaurante personalizada. 

O voo HV5355, do Aeroporto Schiphol, em Amsterdã, para Faro, em Portugal, foi o primeiro a oferecer entrega durante o voo, dando início a esta parceria especial. O serviço inédito está atualmente disponível em quatro voos de Amsterdã para destinos na Grécia, Portugal e Itália. Espera-se que o programa se estenda a mais voos e aeroportos onde a Transavia tem bases, como os Aeroportos de Rotterdam, Haia e Eindhoven. 

Pratos para todos os gostos

Os passageiros dos voos selecionados receberão um e-mail sobre o novo serviço e poderão então escolher entre dez refeições diferentes no Restaurante Transavia. A iFleat, responsável pela logística, vai preparar o prato e entregá-lo a bordo. As refeições são preparadas na hora e entregues diretamente a bordo pela JustEatTakeaway.com. Quando a comida chegar, a tripulação de cabine serve as refeições aos passageiros.

Este serviço oferece aos passageiros uma seleção mais ampla de refeições a bordo. Além disso, os parceiros esperam que esta cooperação minimize o desperdício de alimentos. Com a entrega a bordo, o pagamento é antecipado e a Transavia sabe quais os passageiros que pré-encomendaram uma refeição. Isso diminui o número de refeições preparadas e trazidas a bordo, mas não consumidas.

Seguro e responsável

Marcel de Nooijer, CEO da Transavia, disse: “É importante continuar inovando e melhorando ainda mais o atendimento aos nossos clientes, especialmente em tempos sem precedentes. Estamos começando modestamente, oferecendo este serviço de refeições em quatro voos. No entanto, temos confiança neste grande conceito e esperamos expandi-lo ainda mais conforme as oportunidades permitirem”.

As empresas dizem que este serviço on-demand permite que os passageiros escolham pessoalmente o que gostariam de comer. Quer ainda estejam em casa ou a caminho de Schiphol, os passageiros podem pedir um prato de sushi, salada bulgur vegan ou mesa de arroz rendang para serem servidos a bordo. Tudo isso, com o mínimo contato e rígidas regras de higiene em todas as pontas.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias