Equipe da Airbus comemora um marco no projeto da nova versão XLR do A321neo

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Imagem: Divulgação / Airbus

A Airbus anuncia hoje, 12, que suas equipes na unidade de Nantes, na França, entregaram a primeira Caixa Central de Asa (CWB – Center Wing Box) da mais nova variante do A321neo, o A321XLR. O marco ocorre 16 meses após usinar os primeiros cortes de metal.

O A321XLR é o mais recente passo evolutivo na família de corredor único da Airbus, tendo sido projetado para maximizar a semelhança geral com o restante da Família A320neo, ao mesmo tempo em que introduz mudanças mínimas necessárias para fornecer à aeronave um Xtra Long Range (Extra-Longo Alcance) com maior carga útil de receita.

Este é um momento importante para as equipes de Nantes e para o programa em si, já que a CWB é um dos primeiros componentes principais entregues à unidade de integração de Hamburgo, na Alemanha, para o início das atividades de montagem estrutural da fuselagem central conhecida como “Seção 15” na Família A320.

Imagem: Divulgação / Airbus

Em um estágio muito inicial no ciclo de produção do Airbus, a CWB – o coração estrutural da aeronave e uma especialidade da unidade de Nantes – representa um desafio significativo em termos de execução de planejamento:

“A CWB é sempre o primeiro componente principal em cada novo desenvolvimento de aeronaves a serem produzidas, portanto, devemos amadurecer seu projeto muito cedo e gerenciar suas interdependências com sistemas de combustível, cálculos de carga, bem como interfaces físicas para os componentes da estrutura aerodinâmica desenvolvidos na França, Alemanha e Reino Unido”, explicam Yannick Valette, Líder da Equipe de Produto Integrado de Fuselagem Dianteira e Nariz (IPT NFF) do Programa A321XLR, e Richard Hue, Líder do Projeto CWB.

Para suportar a capacidade aumentada de peso máximo de decolagem (MTOW) do A321XLR, partes da CWB são reforçadas, como longarinas, armações e painéis superior e inferior.

Componentes do sistema de combustível também foram adicionados à CWB para permitir o fornecimento de combustível para o novo tanque central traseiro (RCT – Rear Center Tank) que será integrado à fuselagem em Hamburgo, e que fornece ao A321XLR a capacidade de combustível aumentada de cerca de 12.900 litros, dando uma capacidade máxima total de 40.000 litros para a aeronave.

Imagem: Divulgação / Airbus

Próximos passos

Entregue pelo avião especial Airbus Beluga na unidade de Hamburgo, a CWB será integrada à Seção 15 (chamada RCT Flange-Module) na parte frontal do conjunto central-traseiro da fuselagem (CAF – Center-Aft-Fuselage).

A entrega será dará início à montagem dos principais componentes desta primeira aeronave na Linha Piloto de Estrutura (Structure Pilot Line) H260 dedicada, em Hamburgo.

Enquanto isso, em Nantes, as próximas duas CWBs, que se destinam à aeronave de ensaios de voo, já estão sendo montadas. Olhando mais adiante, a CWB para a primeira aeronave entregue a um cliente está planejada para entrar em produção no quarto trimestre de 2021.

A entrada em serviço do A321XLR está prevista para 2023.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias

Defesa autoriza compra de aviões usados de transporte estratégico para a...

0
A FAB foi autorizada pelo Ministério da Defesa a seguir com a compra de aviões reabastecedores, mesmo com a negativa de Paulo Guedes.