ES-19 avança rumo ao mercado de aviões regionais com propulsão elétrica

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Heart Aerospace, startup sueca que projeta e constrói aeronaves totalmente elétricas, apresentou pela primeira vez na última quarta-feira, 23 de setembro, sua mais recente tecnologia em bateria e conjunto de força elétrica para o avião ES-19.

Avião Elétrico ES-19 Heart Aerospace
Imagem: Heart Aerospace

Segundo reporta o sifted, este é o mais recente marco na missão da empresa de construir um avião elétrico regional de 19 lugares, planejando certificação para operações comerciais totalmente livres de combustível fóssil até 2025.

Para que um avião elétrico cubra uma distância significativa, as baterias devem conter muita potência e energia, mas sem serem pesadas demais. E a demonstração da semana passada da Heart Aerospace indica que uma distância significativa pode finalmente ser obtida com a tecnologia de bateria atual.

Fundada em 2018 com a visão de criar viagens aéreas verdes, acessíveis e econômicas, a Heart Aerospace foi derivada do projeto Electric Air Travel in Sweden (ELISE), financiado pela agência de inovação sueca Vinnova.

Além do menor impacto ambiental, os benefícios de aeronaves elétricas incluem redução da poluição sonora, operações mais seguras e um serviço mais econômico, já que os sistemas de propulsão elétrica são muito mais eficientes e consistem em menos desgaste mecânico de peças.

À medida que a eficiência da bateria melhora, a Heart Aerospace visa todas as viagens aéreas de curta distância de até 2.000 km. A fabricante informa que tem forte demanda de mercado vinda de oito companhias aéreas na Europa, América do Norte e Ásia-Pacífico. Já são 147 manifestações de interesse em comprar a aeronave.

“A tecnologia está aqui e a escala é possível para voos de curta distância, que respondem por quase metade das emissões mundiais de dióxido de carbono. Não podemos esperar que o progresso aconteça, não é assim que a inovação funciona. O progresso acontece quando os engenheiros se comprometem a atingir uma meta coletiva que beneficia a humanidade, que é exatamente o que a Heart Aerospace está fazendo”, declarou Anders Forslund, CEO e fundador da fabricante.

Os investidores do projeto não pensam que essa ideia seja um propósito distante. Na semana anterior, a Heart Aerospace ganhou um subsídio de € 2,5 milhões do Conselho Europeu de Inovação (o valor máximo que poderia ser concedido) como parte da primeira parcela de seu financiamento “Green Deal”.

Com informações da Heart Aerospace

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias