Essas são as propostas da WWF para mudar a aviação contra crise climática

Motor PW1100 Pratt & Whitney A320neo
Motor PW1100 dos A320neo

A organização não-governamental World Wide Fund for Nature (WWF) apresentou ao Congresso norte-americano uma série de sugestões para ajudar a aviação a ser ecologicamente sustentável sem se tornar economicamente inviável. A iniciativa da organização é preparar um novo modelo de negócio para o setor aéreo com foco na mitigação dos efeitos das perigosas mudanças climáticas.

As medidas foram apresentadas pelo Diretor de Aviação e Governança do Mercado de Carbono do WWF-EUA, Brad Schallert, durante audiência no Comitê Especial do Senado sobre a Crise Climática. Segundo a ONG, em informe divulgado à imprensa, o governo dos EUA fez, até o momento, muito pouco para incentivar as reduções de emissões atmosféricas das companhias aéreas do país. Agora, a organização quer aproveitar o momento em que as companhias voltam à mesa de negociação para renovar a ajuda governamental contra a crise do coronavírus para incluir novas contrapartidas ambientais.

Para a organização, ao utilizar recursos públicos para incentivar a aviação, o Governo deve fazê-lo não apenas na saúde financeira das empresas, mas também para o passageiro, o profissional do setor e para a saúde pública desta e das futuras gerações. “A indústria da aviação nos EUA precisa entrar em trajetória sustentável agora, porque a crise climática não está passando. Com as emissões da aviação deixadas por resolver, podemos esperar grandes nuvens de tempestade à frente”, disse a WWF, em nota.

Conheça as propostas da WWF

Combustíveis mais eficientes: Melhorar a eficiência do combustível é o primeiro passo para reduzir a poluição das viagens aéreas. O aumento da eficiência do combustível pode reduzir as emissões de carbono das companhias aéreas em até 2,5% ao ano. As empresas podem fazer isso com a troca de aviões mais antigos por modelos mais econômicos, transportando mais passageiros ou carga por voo e com tecnologia para evitar aeroportos com tráfego intenso.

Aviões elétricos e combustíveis menos poluentes: O Congresso deve investir na liberação de verbas para pesquisas científicas que buscam o desenvolvimento de aviões movidos a energia limpa, como a eletricidade. Segundo a WWF, os estudos para a criação desse tipo de aeronave estão há mais de uma década atrasados. Até lá, a ONG propõe pesquisas para mudar a composição do combustível de aviação para reduzir a concentração de poluentes.

Redução do carbono na atmosfera: A restauração de ecossistemas como manguezais, florestas e prados de ervas marinhas podem retirar quantidades consideráveis ​​de carbono do ar. Junto com outras formas de redução de emissões da indústria da aviação, essas soluções baseadas na natureza podem ajudar a evitar impactos climáticos perigosos. A WWF pede que as empresas aéreas invistam na restauração de biomas como forma de compensação ecológica.

Mais opções de transporte: A WWF propõe intensificar a malha ferroviária dos Estados Unidos para que o trem surja como alternativa ao transporte aéreo em escala nacional e reduza a dependência nacional pelos voos domésticos.

Fabio Farias
Jornalista e curioso por natureza. Passou um terço da vida entre aeroportos e aviões. Segue a aviação e é seguido por ela.

Veja outras histórias

Avião Airbus A320 LATAM

LATAM Peru tem data para retomar voos para o Brasil

0
Com o passar da Pandemia do Coronavírus, a subsidiária peruana da LATAM já programa a volta dos voos internacionais pelo continente.