Esse é o primeiro país africano a liberar o Boeing 737 MAX a voar novamente

Receba essa e outras notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

A Autoridade de Aviação Civil da Nigéria (NCAA) suspendeu as restrições ao Boeing 737 MAX e o país se tornou o primeiro africano a autorizar o retorno do avião aos seus céus. A aprovação entrou em vigor em 12 de fevereiro e tem a assinatura do Capitão Musa Nuhu, Diretor Geral da NCAA, informa o Aviacionline.

A autorização foi possível devido às garantias e alterações feitas ao MAX durante este período, como a instalação de um novo software de controle de voo e um sistema de sondas melhorado para alimentar os computadores da aeronave e apoiar nas decisões automáticas e dos pilotos.

A NCAA reconheceu que uma Revisão Técnica das Autoridades Conjuntas (JATR) composta por autoridades aeronáuticas internacionais, como a Agência Europeia para a Segurança da Aviação (EASA), Transport Canada (TC) e a Singapore Civil Aviation Authority, entre outras, realizou uma revisão da segurança sistema do Boeing 737 MAX junto com a Federal Aviation Administration.

A NCAA propôs ações a serem tomadas por todos os operadores MAX nacionais e estrangeiros. Todos os operadores aéreos estrangeiros que pretendem operar a aeronave Boeing 737 MAX na Nigéria devem apresentar evidências de conformidade com a diretriz FAA 2020-24-02.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias