Esse Embraer E195 da Azul seria o primeiro da nova empresa de Neeleman?

Um jato Embraer da Azul visto voando pelos EUA ontem (20), após um longo tempo parado, pode dar pistas sobre a nova empresa de David Neeleman, a Breeze Airways. Ainda são suposições, mas as coincidências são muitas.

A aeronave é o Embraer E195-E1 de matrícula PR-AUB que na Azul recebeu o nome “Anjo Azul”, além de um “sorriso” na sua pintura. O jato foi recebido em 2014 direto da fábrica em regime de leasing com o Banco de Utah.

No final de 2019 a aeronave foi retirada de serviço com a chegada dos primeiros jatos Embraer E195-E2, maiores, mais modernos e econômicos. Após sair da Azul, a aeronave seguiu para o Aeroporto de Macon, na Geórgia, onde ficou estocado até março deste ano.

Segundo o portal PlaneSpotters, o jato chegou a voar em março numa visita de poucos dias a Roswell, no Novo México, depois voltou para Macon, onde permaneceu até a última segunda-feira, quando foi para Peru, no estado de Indiana.

Até aí seria apenas uma movimentação de uma aeronave, ainda sem novo dono, mas alguns fatos nos chamaram a atenção.

Macon e Peru

O primeiro fato é que a aeronave não foi para um aeroporto desértico, onde poderia ficar por um longo tempo estocada sem danos a seus equipamentos, devido à baixa umidade, uma prática largamente adotada mundo afora.

Além de não ir para o deserto, ele ficou em Macon. Este pequeno aeroporto na região central da Geórgia já foi citado por John Rodgerson, CEO da Azul, em agosto, durante o lançamento da Azul Conecta.

Durante entrevista, o CEO disse que dois aviões da Azul que iriam para a Breeze Airways em setembro já estariam nessa cidade sendo preparados. Outro ponto é que tanto Rodgerson quanto Neeleman já disseram que os primeiros aviões da Breeze Airways chegariam ainda nesse ano.

Voo do PR-AUB para Peru © FlightRadar24

A Breeze Airways é a nova companhia aérea de David Neeleman, brasileiro que fundou a JetBlue e a Azul, e que irá usar os jatos da empresa brasileira para iniciar os voos na start-up americana. Uma lista surgiu no passado falando das aeronaves da Azul que iriam para a Breeze, mas veio a pandemia e os planos foram ajustados, sendo que alguns aviões que iriam para a empresa “irmã” americana estão ainda voando na brasileira.

De qualquer maneira, o voo de ontem para Peru nos chamou a atenção também: a cidade conta com as instalações da Dean Baldwin Painting, uma renomada empresa de pintura aeronáutica, que coincidentemente também tem uma unidade em Macon.

A Dean Baldwin já fez diversas pinturas para a American Airlines, incluindo comemorativas, e também para a própria JetBlue, Amazon Air e até para a Força Aérea dos EUA.

Daí surgem as suspeitas que o jato será pintado e reconfigurado nas instalações da Dean, visto que a empresa quer estar voando já em março e depende da aeronave para obter sua certificação.

Por outro lado, o PR-AUB não teve seu registro cancelado no Brasil junto à ANAC, o que coloca em dúvida sobre se ele realmente vai para a Breeze.

Registro do PR-AUB no Brasil – Imagem: ANAC

Entramos em contato com a Azul Linhas Aéreas sobre o assunto e traremos atualizações quando tivermos mais informações.

Carlos Martins
Fascinado por aviões desde 1999, se formou em Aeronáutica estudando na Cal State Long Beach e Western Michigan University. Atualmente é Editor-Chefe no AEROIN, Piloto de Avião, membro da AOPA, com passagens pela Avianca Brasil e Azul Linhas Aéreas. #GoBroncos #GoBeach #2A

Veja outras histórias