Estreia do filme em que ex-Boeing 747 da VARIG explode é adiada devido à pandemia

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Cena trailer filme Tenet Boeing 747 Varig
Cena do trailer de Tenet mostra o Boeing 747 explodindo

A Warner Bros removeu o filme “Tenet” de seu calendário de lançamentos, dando um grande golpe na indústria de cinema em um momento em que as salas de exibição esperavam atrelar sua reabertura à estreia do thriller de ficção científica de Christopher Nolan neste final do verão do hemisfério norte.

Conforme mostramos anteriormente no Aeroin (clique aqui para rever os detalhes), as gravações do filme contaram com a participação de um Boeing 747 que pertenceu à VARIG, e muitos aficionados da aviação já esperavam com ansiedade a estreia de “Tenet” com a presença do Jumbo.

Embora necessária, dada a incerteza de quando os cinemas em todo o mundo podem reabrir com segurança, a decisão complica ainda mais o já acidentado plano de Hollywood de reviver o cinema após a pandemia. “Tenet” estava programado para estrear em 17 de julho, mas foi adiado para 31 de julho e depois para 12 de agosto. Agora, não está mais claro quando será liberado ao público, mas o estúdio espera anunciar uma nova data de lançamento “em breve”.

“Compartilharemos uma nova data de lançamento em 2020 para ‘Tenet’, a produção totalmente original e alucinante de Christopher Nolan”, disse Toby Emmerich, presidente da Warner Bros. “Nossos objetivos durante todo esse processo têm sido garantir as maiores chances de sucesso para nossos filmes, além de estarmos prontos para apoiar nossos parceiros de cinema com novos conteúdos assim que eles puderem reabrir com segurança”.

No que seria uma jogada surpresa, a Warner Bros. poderá lançar o “Tenet” no exterior antes dos Estados Unidos. Embora a América continue sendo o maior mercado de cinema do mundo, os cinemas internacionais parecem estar à frente dos Estados Unidos em seus esforços para reabrir.

“Não estamos tratando o ‘Tenet’ como um lançamento global tradicional com dia-e-data, e nossos próximos planos de marketing e distribuição refletirão isso”, disse Emmerich.

Mas “Tenet” ainda enfrenta mais uma ressalva no segundo maior mercado de filmes do mundo, a China. Atualmente, por conta dos cuidados com a pandemia, seus cinemas não podem exibir filmes que excedam duas horas de duração, sendo que o filme de Nolan é executado em pouco mais de 2 horas e 30 minutos. A menos que o país facilite essa restrição, não há como saber quando será capaz de ser lançado na China.

“Somos gratos pelo apoio que recebemos dos expositores e permanecemos firmes em nosso compromisso com a experiência cinematográfica em todo o mundo”, disse Emmerich. “Infelizmente, a pandemia continua a se proliferar, fazendo com que reavaliemos nossas datas de lançamento”.

A Warner Bros desembolsou US$ 200 milhões para produzir “Tenet”, sem incluir as pesadas taxas de marketing, o que significa que não é uma aposta pequena estrear o filme. Ainda é ambíguo quando os cinemas da cidade de Nova York e Los Angeles – que representam 20% das bilheterias dos EUA – serão capazes de retomar as operações em grande escala. No entanto, especialistas da Warner Bros dizem que poderiam avançar com “Tenet” em cidades selecionadas dos EUA, onde os casos de vírus diminuíram e a saúde pública e os funcionários do governo consideram seguro.

Atualização: já na data de hoje, uma nova previsão de estreia foi divulgada pela Warner: 26 e 27 de agosto em 70 países, e setembro para Estados Unidos e Brasil.

Receba as notícias em seu celular, clique para acessar o canal AEROIN no Telegram e nosso perfil no Instagram.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias