EUA rejeitam pedido da venezuelana Transcarga para liberação de voos

O Departamento de Transportes dos EUA (DOT) rejeitou um pedido da Transcarga International Airways por isenção da proibição de todos os voos comerciais entre os Estados Unidos e a Venezuela.

Transcarga Venezuela Avião Airbus A300B4
Imagem: Transcarga

A proibição foi instituída em maio, depois que o Departamento de Segurança Interna dos EUA (DHS, na sigla em inglês) informou o DOT sobre questões importantes de segurança e proteção relativas a voos entre os dois países.

Dado que o mercado norte-americano forma uma grande parte de seus negócios, a companhia de cargas venezuelana solicitou ao DOT a isenção da proibição.

Para tratar das preocupações do DOT e do DHS, a Trasncarga propôs operação de seus voos Venezuela-EUA via um terceiro país, como o Panamá ou a República Dominicana, onde a carga que segue para os EUA seria rastreada por autoridade escolhida pelos EUA.

No entanto, o DOT informou em um despacho datado de 2 de agosto que rejeitou o pedido da Transcarga, declarando que a solução de rastreamento de carga proposto pela companhia aérea era insuficiente, dado que o escopo geral das preocupações do governo dos EUA é de segurança nacional, e não algo isolado ao transporte de carga.

O DOT também acrescentou que uma retomada dos voos comerciais diretos entre os EUA e a Venezuela só ocorrerá quando a Administração de Segurança de Transporte dos EUA (TSA) garantir que existem níveis adequados de segurança na Venezuela.

A Transcarga continua a operar com apenas um único Airbus A300B4 (F), operando voos de Caracas para Valência e Ciudad Bolívar no mercado interno, bem como Bogotá internacionalmente.

Informações pelo ch-aviation.

Murilo Bassetohttp://www.aeroin.net
Formado em Engenharia Mecânica e Pós-Graduando em Engenharia de Manutenção Aeronáutica, possui mais de 6 anos de experiência na área controle técnico de manutenção aeronáutica.

Veja outras histórias