Boeing pode ser multada novamente, agora por defeito na asa do 737

A Agência de Aviação Civil dos EUA (FAA) está propondo uma multa milionária para a Boeing, após a empresa aceitar peças defeituosas nas asas.

Avião Boeing 737 MAX

O motivo para esta autuação é um defeito nos trilhos dos slats, que ficam na parte da frente da asa sendo acionado durante o pouso e decolagem juntamente com os flaps para criar maior sustentação.

O problema afetou 178 conjuntos de trilhos (por onde os slats deslizam) que estão instalados em aviões da série 737 MAX e mais 133 conjuntos no 737NG de geração anterior. Inicialmente fora divulgado que eram 148 conjuntos, mas a FAA afirmou que o número total é de 311 conjuntos.

A origem do problema é apenas com um fornecedor e os trilhos não atingem os parâmetros de qualidade da fabricante, podendo cair ou quebrar de maneira prematura (antes da “validade”), mesmo assim eles foram aceitos na produção das aeronaves e instalados.

A multa será aplicada porque a Boeing afirmou à FAA que as aeronaves envolvidas estavam em condições de voo, mesmo sabendo do problema nos slats. Além disso, também pelo fato de a Boeing não ter averiguado se os seus fornecedores estavam entregando o componente dentro do padrão exigido pela própria fabricante – ou fazer que não viu.

Origem do defeito

Slats estão indicados pelo número 2 © Boeing

O defeito no slat é decorrente de um processo chamado “fragilização por hidrogênio”, onde metais de alta resistência como o cádmio-titânio utilizado no slat são afetados pelo hidrogênio, causando rachaduras e trincas.

A multa apenas para os aviões da família MAX foi proposta na cifra de US$ 5,4 milhões, que serão somados a US$3,9 milhões da multa anterior referente aos aviões da série NG.

Não foi informado quais aeronaves foram afetadas, e se algum avião da brasileira GOL Linhas Aéreas está no meio. A Boeing tem 30 dias para responder à notificação da FAA e fazer uma apelação caso necessário.

Carlos Martins

Despertou a paixão pela aviação em 1999 em um show da Esquadrilha da Fumaça. Atualmente é Piloto Comercial, Despachante, Bacharel em Ciências Aeronáuticas, membro da AOPA e veterano da Western Michigan University #GoBroncos