Início Aeroportos FAB mostra parte de seu acervo histórico em exposição no Aeroporto de...

FAB mostra parte de seu acervo histórico em exposição no Aeroporto de Recife

Imagem: Força Aérea Brasileira

O Centro de Memória do Comando Aéreo Nordeste (II COMAR) inaugurou nessa segunda-feira (18) uma mostra com peças de seu acervo no Aeroporto Internacional do Recife/Guararapes – Gilberto Freyre.

O Comandante do II COMAR, Brigadeiro do Ar Cesar Faria Guimarães, esteve presente no saguão de desembarque do aeroporto para o descerramento da mostra, e comentou a importância da aproximação do âmbito militar à sociedade civil.

Imagem: Força Aérea Brasileira

“Para nós, é uma satisfação iniciar a Semana da Asa com uma exposição estática, que mostra um pouco do trabalho da Força Aérea aqui na Região Nordeste. Essa integração com a sociedade pernambucana e com aqueles que passarem é uma oportunidade de nós mostrarmos o trabalho da FAB, do público ver uma breve exposição da história e dos feitos da FAB, seja no controle de tráfego aéreo, na saúde, na prevenção e controle de acidentes aeronáuticos, entre outros”, afirmou o Brigadeiro Cesar.

Também estiveram presentes na exposição o Diretor de Relações Institucionais e Comunicação da Aena Brasil, Enrique Martin Ambrosio; o Diretor do Aeroporto Internacional do Recife–Guararapes, Diego Moretti; o Diretor de Operações da Concessionária Aena Brasil, Felipe Cavalcanti; além de Comandantes, Chefes, Diretores e Prefeito da GUARNAE-RF.

Imagem: Força Aérea Brasileira

“São exibidas peças do acervo do II COMAR, destacando o trabalho dos pioneiros da aviação e da Guarnição de Aeronáutica de Recife, como por exemplo a maquete do hidroavião Fairey F III-D no 17 Santa Cruz, utilizado na primeira travessia aérea do Atlântico Sul pelos portugueses Gago Coutinho e Sacadura Cabral, em 1922. Além disso, as Organizações Militares sediadas no Recife também trazem ao público um pouco do seu trabalho, como equipamentos utilizados pelo Hospital de Aeronáutica de Recife (HARF) na Operação COVID-19, trajes operacionais utilizados pelo Grupo de Segurança e Defesa do Recife (GSD-RF) e uma console utilizada por controladores de tráfego aéreo no Terceiro Centro Integrado de Defesa Aérea e Controle de Tráfego Aéreo (CINDACTA III)”, descreveu o Chefe do Centro de Memória, Capitão Especialista Aristóteles Alves de Moraes.

Até o dia 4 de novembro, haverá ainda a tradicional Cerimônia Militar com imposição da Ordem do Mérito Aeronáutico e apresentação da Banda de Música da Base Aérea de Recife (BARF). Os eventos ocorrem em consonância com as restrições devido à pandemia, adotando medidas de distanciamento social e uso obrigatório de equipamentos de proteção pessoal.

Informações da Força Aérea Brasileira

Leia mais:

Sair da versão mobile