Fábrica da Boeing evacuada devido ao furacão Dorian

A Boeing começou a evacuar sua linha de montagem do 787 Dreamliner em Charleston, na Carolina do Sul, antecipando-se aos possíveis danos causados ​​pelo furacão Dorian.

O Estado da Carolina do Sul também emitiu uma ordem de evacuação obrigatória, forçando a linha de montagem da Boeing a suspender as operações e evacuar o local imediatamente.

Boeing 787 logo

A Boeing possui cerca de 8.000 funcionários com sede em Charleston e produz 14 unidades do 787 Dreamliner todos os meses para companhias aéreas de todo o mundo.

O furacão Dorian está atualmente localizado sobre o mar a sudeste de Orlando, Flórida, movendo-se lentamente, mas causando danos catastróficos em partes do Caribe e das Bahamas.

“A Boeing South Carolina suspendeu as operações a partir desta segunda-feira, 2 de setembro. Os colegas de todos os turnos NÃO retornarão ao trabalho após o feriado do Dia do Trabalho”, observou a Boeing em uma declaração de emergência a seus funcionários.

“Essa decisão segue um anúncio do governador da Carolina do Sul de evacuar alguns moradores da região. Os colegas de equipe são incentivados a seguir as recomendações do governo para esta situação. Sua segurança é nossa principal prioridade.”

Até ontem (02) a Boeing já havia transladado quatro Dreamliners 787-10 para as bases de Fort Worth, Belleville, Moses Lake e Everett, conforme você pode ver na imagem a seguir do FlightAware.

FlightAware KCHS KPAE Furacão Dorian
Rota de um dos 787 que foi levado até Everett

“Devido ao potencial impacto do furacão Dorian, todos os funcionários que planejam viajar para a Flórida, Geórgia, Carolina do Norte e Carolina do Sul devem adiar viagens não essenciais para uma data posterior. Solicita-se aos funcionários que precisam viajar para esta área, para atividades críticas, que conversem com seus gerentes para ver se providências alternativas podem serem tomadas”, observou a Boeing.

Em 2018, a Boeing evacuou pelo menos oito Dreamliners da fábrica devido ao furacão Florence.

Informações pela Airways Magazine.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.