Falha com Airbus A321 pede manutenção urgente nos motores IAE V2500

A Federal Aviation Administration (FAA) dos Estados Unidos emitiu uma diretiva de emergência aos operadores de aeronaves de jatos da família A320 que têm motores IAE V2500, pedindo para que façam uma revisão de urgência nos equipamentos.

Incidente com A321 da Vietnam Airways levou à Diretiva da FAA

Essa Diretiva de Emergência da FAA foi motivada por descobertas investigativas de um incidente que ocorreu em 18 de março de 2020, no qual um avião Airbus Modelo A321, equipado com o modelo IAE V2533-A5 turbofan, experimentou uma falha no disco do primeiro estágio da turbina de alta pressão (HPT) que resultou em uma decolagem abortada. Esta condição, se não tratada, pode resultar na liberação de detritos, danos ao motor, danos ao avião e até perda do avião.

O incidente que a FAA cita aconteceu no Vietnã, com um Airbus A321 da Vietnam Airways, o qual reportamos aqui. Durante a decolagem, a tripulação notou que um dos pneus havia estourado e decidiu abortar a decolagem. Quando a aeronave estava em desaceleração, o motor simplesmente estourou, num comportamento inesperado para o equipamento.

A agêcia federal americana está solicitando a remoção, dentro de cinco ciclos de voo, de certos discos do primeiro estágio da turbina de alta pressão – com números série específicos – instalados em vários modelos de motor V2500.

Todos os outros motores afetados devem ser revisados ​​dentro de três dias para avaliar se discos mencionados na diretiva foram instalados e os operadores devem removê-los. A FAA, no entanto, diz que a causa-raiz do evento inicial “ainda está sob investigação” e que medidas adicionais podem ser requeridas.

Carlos Ferreira

É profissional de marketing e pesquisador de temas relacionados à aviação há quase duas décadas. Leva a câmera fotográfica para onde vai e faz mais fotos de aviões do que dos passeios. Responsável pela linha editorial da revista eletrônica AEROIN.net.

Comentários estão fechados.