Falha no aquecimento faz o para-brisas trincar e avião da Azul retorna a Recife

Avião ATR 72-600 Azul

Um avião do modelo ATR-72-600, da Azul Linhas Aéreas, teve que retornar ao aeroporto de Recife depois que uma falha a bordo levou o para-brisas a trincar. O incidente ocorreu na quinta-feira passada, 21 de janeiro, e passou a figurar nessa semana da base de dados do Centro de Investigação e Prevenção de Acidentes Aeronáuticos (CENIPA).

Aeronave envolvida tem a matrícula PR-ATW e realizava o voo vespertino AD-4666, uma operação regular de cerca de 45 minutos ligando Recife a Natal. A bordo, havia 49 passageiros e quatro tripulantes.

Segundo o relato registrado no CENIPA, durante o procedimento de subida ao nível de cruzeiro, houve uma falha no sistema de aquecimento do para-brisas que o levou a trincar. Como reação, os pilotos avaliaram a extensão do dano, desceram com a aeronave para uma altitude de segurança e consultaram o Manual de Referência Rápida (QRH), optando por retornar, sem a necessidade de declarar emergência.

Imagem FlightRadar24

Segundo dados da plataforma de rastreamento de voos FlightRadar24, a aeronave já voava havia 20 minutos e cruzava os 13.000 pés, quando aconteceu o incidente. Em seguida, os pilotos desceram para 10.000 pés (~3.300 metros) e realizaram a meia-volta.

Apesar de estarem mais próximos de Natal do que de Recife, é na última que a Azul mantém um hub e isso certamente influenciou na decisão dos pilotos por não continuarem o voo até o destino. Após cerca de 50 minutos desde a decolagem, o avião pousava na capital pernambucana em segurança.

Depois do pouso, os passageiros trocaram de aeronave e chegaram a Natal com um atraso de uma hora e meia. Por sua vez, a turboélice envolvido ficou em manutenção por dois dias, retornando à malha aérea da Azul no dia 23 de janeiro, quando decolou de Recife para Campina Grande.

Carlos Ferreira
Managing Director - MBA em Finanças pela FGV-SP, estudioso de temas relacionados com a aviação e marketing aeronáutico há duas décadas. Grande vivência internacional e larga experiência em Data Analytics.

Veja outras histórias

Demanda global por viagens aéreas cai ainda mais em janeiro

0
Com aumento das restrições aéreas em países afetados por novas ondas de contaminação por COVID-19, janeiro tem fortalecimento da crise.