Falta de combustível fez motores apagarem no pouso do avião da MAP, diz CENIPA

Segundo informações do The Aviation Herald, o CENIPA (órgão brasileiro de investigação de acidentes) classificou como “incidente grave” e como “falta de combustível” o apagamento de ambos os motores de um avião ATR-72 da companhia aérea brasileira MAP no último dia 16 de setembro.

O turboélice ATR-72-200 da MAP Linhas Aéreas, de matrícula PR-MPY, realizava o voo PAM-5913 de Itaituba, no Pará, para Manaus, com 39 passageiros e 4 tripulantes. Um voo de apenas 480 km.

Enquanto em voo, outra aeronave teve problemas e fez com que o Aeroporto de Manuas fechasse, forçando a tripulação da MAP a alternar para outra localidade.

A opção escolhida foi a volta a Itaituba, e enquanto na aproximação final de Itaituba, o motor esquerdo falhou e a aeronave prosseguiu em voo monomotor até o pouso. Mas, logo depois de pousar, o motor direito também falhou.

O CENIPA informou que a tripulação conseguiu reiniciar o motor direito e taxiou a aeronave até o pátio, e que não houve danos à aeronave. Ainda não há informações sobre se ainda restou algum combustível nos tanques, para definir se faltou combustível ou se algum outro problema impediu que o combustível chegasse aos motores.

Murilo Basseto

Formado em Engenharia, foi um dos líderes do Urubus Aerodesign da Unicamp e um dos responsáveis por alçar o grupo à elite mundial da engenharia aeronáutica universitária. Atualmente é Editor-Chefe do AEROIN.